PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

Atlético-MG atropela o Fortaleza e se aproxima de decisão da Copa do Brasil

Jogadores do Atlético-MG comemoram gol de Guilherme Arana contra o Fortaleza na Copa do Brasil - Fernando Moreno/AGIF
Jogadores do Atlético-MG comemoram gol de Guilherme Arana contra o Fortaleza na Copa do Brasil Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Henrique André

Do UOL, no Mineirão, em Belo Horizonte

20/10/2021 23h27

Classificação e Jogos

Um verdadeiro passeio nesta quarta-feira (20). Assim pode ser traduzida a vitória do Atlético-MG, por 4 a 0, sobre o Fortaleza, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil. Os mais de 18 mil torcedores presentes ao Gigante da Pampulha viram um time bastante inspirado e que não deu chances ao Leão do Pici.

Com o placar elástico, o Galo praticamente garantiu vaga na decisão do torneio nacional e vai para o Castelão podendo perder por até 3 gols de diferença que mesmo assim será finalista e buscará o segundo caneco na competição.

As duas equipes voltam a se enfrentam na próxima quarta-feira (27), no Castelão. Antes, no domingo (24), o Galo volta a campo e encara o Cuiabá, em BH, pela 28ª rodada do Brasileirão. O Tricolor, por sua vez, recebe o Athletico-PR no dia anterior.

Em busca da 40ª vitória e do 100º gol na temporada

Além de buscar abrir vantagem no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, o Atlético-MG entrou em campo com outros dois objetivos: além de conquistar a 40ª vitória na temporada, o time comandado pelo técnico Cuca também buscava o centésimo gol.

Desfalque na defesa e no ataque

Para o confronto, o comandante atleticano não pôde contar com o zagueiro Nathan Silva, que já disputou a Copa do Brasil pelo Atlético-GO; com o lateral Mariano, entregue ao departamento médico, e com o atacante Diego Costa, que ainda aprimora a parte física.

Réver 300 jogos

Escalado na vaga de Nathan Silva, o zagueiro Réver completou 300 partidas pelo Galo. Em duas passagens pelo Alvinegro, ele se mostrou efetivo também no ataque, com 29 tentos anotados. O "Capitão América" é o segundo da posição com mais tentos na história do clube.

Quem foi bem: Keno e Zaracho

Oscilando bastante na temporada, o atacante atleticano teve noite de destaque no Mineirão. Além da tradicional velocidade, ele demonstrou bastante recurso na criação das jogadas ofensivas. A principal delas, num drible desconcertante no adversário no terceiro gol atleticano, marcado por Hulk.

Uma espécie de "motor" do meio de campo atleticano, o volante argentino, além da boa marcação, também foi importante lá na frente. Ele, inclusive, anotou o quarto gol atleticano na partida.

Primeiro tempo

O duelo no Gigante da Pampulha começou bastante movimentado e com o Fortaleza dando as caras logo no início. O time visitante tentou se impor, mas os donos da casa, aos poucos, começaram a tomar conta das ações.

A grande primeira jogada do Atlético-MG saiu dos pés de Matías Zaracho. Após lindo lançamento de Réver, o argentino dominou e finalizou com veneno, obrigando o goleiro Felipe Alves a mandar a bola para escanteio.

Golaço de Arana e reclamação do Fortaleza

Aos 18 minutos, após Hulk bater mal a falta na entrada da área e a defesa do Tricolor rebater a bola, Guilherme Arana pegou um chutaço de longa distância e acertou a gaveta. O lateral chegou ao 10º tento pelo Alvinegro, em 84 jogos disputados, e marcou o 100º do time na temporada.

Contudo, os jogadores do Fortaleza reclamaram e muito do árbitro Braulio da Silva Machado, alegando que, antes do chute de Arana, ele havia assoprado o apito, o que gerou confusão na defesa. A reclamação, porém, não mudou a decisão.

Galo amplia com o zagueiro-artilheiro

Oito minutos depois de o Atlético abrir o placar, foi a vez de Réver, de cabeça, deixar o dele. O tento do camisa 4 foi o 30º dele pelo Galo, em 300 jogos pelo clube. A média do segundo maior artilheiro da posição na história do clube é de um gol a cada dez partidas.

Hulk, Hulk, Hulk!

Para fechar a conta na primeira etapa, o artilheiro do Atlético-MG na temporada também deixou o dele. Após linda jogada de Keno e passe perfeito de Zaracho, o camisa 7, de cabeça, estufou a rede e correu para a tradicional comemoração.

Virou passeio, amigo!

Logo no primeiro minuto de bola rolando no segundo tempo, Matías Zaracho fez um golaço! Pegando rebote de fora da área, ele viu o goleiro Felipe Alves adiantado e, com um tapa, o encobriu.

Administrou

Podendo se dar ao luxo de sacar as peças e dar ritmo a Vargas, Savarino e companhia, Cuca ditou ritmo também nos minutos seguintes, até o apito final de Bráulio Machado. Atordoado, o Fortaleza pouco criou e não foi problema para os donos da casa.

Na arquibancada do Mineirão, a cada alteração, chuva de aplausos. E foi assim também quando o árbitro encerrou a "festa".

FICHA DO JOGO:
ATLÉTICO-MG 4 x 0 FORTALEZA

Motivo: Jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil
Data: 20 de outubro de 2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC) Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Fifa/SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC) VAR: Wagner Reway (Fifa/PB)

Gols: Arana, aos 18 minutos do primeiro tempo, Réver, aos 26, e Hulk, aos 41, para o Atlético-MG. Zaracho, a 1 minuto do segundo, para o Galo.

Cartão amarelo: Jair (ATL); Jussa, Ederson, Pikachu (FOR)
Cartão vermelho: -

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Réver (Rabello), Alonso e Arana; Allan, Jair, Zaracho e Nacho; Keno (Vargas) e Hulk (Sasha). Técnico: Cuca

FORTALEZA: Felipe Alves; Daniel Guedes, Titi, Matheus Jussa, Ederson; Pikachu, Felipe (Bruno Melo), Lucas Crispim e Matheus Vargas (Henríquez); Robson e Romarinho (Ronald). Técnico: Vojvoda

Público: 18.642 presentes
Renda: R$ 2.079,425,00