PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rocha: "Renato precisa achar soluções para Fla melhorar produção ofensiva"

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Com um time conhecido pela força ofensiva, o Flamengo parou na retranca armada pelo Cuiabá. O empate sem gols neste domingo (17), no Maracanã, revelou um time com dificuldades para furar um sistema defensivo tão fechado e buscar variações táticas. Uma tarefa das mais difíceis para o técnico Renato Gaúcho, que sofreu com as ausências de Arrascaeta, Bruno Henrique e Pedro diante da equipe do Mato Grosso.

Na Live do Flamengo, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado falaram sobre os ajustes que Renato Gaúcho precisa fazer no time do Flamengo. Além disso, eles também comentaram sobre as perspectivas para as próximas partidas do rubro-negro.

"São os jogadores que resolvem o jogo em campo. Por mais que o treinador trabalhe coletivamente e crie situações, há uma diferença grande. Estamos falando do melhor jogador estrangeiro que já vestiu a camisa do Flamengo, na minha opinião, que é o Arrascaeta, e do craque da Libertadores de 2019 e que decidiu a semifinal com quatro gols que é o Bruno Henrique. Não é uma ausência qualquer que se faz uma reposição. O Flamengo tem que se impor diante do Cuiabá mesmo sem eles. Mas pensar na final da Libertadores ainda está muito precoce. A questão é jogo a jogo. O Renato Gaúcho vai ter que encontrar soluções para melhorar essa produção ofensiva", analisou André.

Renato exaltou o trabalho do seu xará. "Claro que o Renato não é o Jorge Jesus e não é um grande treinador estrategista, tático. Mas para o nível do futebol brasileiro, para mim, ele está entre os melhores. Os resultados dele pelo Flamengo são muito bons. Se ele ganhar a Libertadores e a Copa do Brasil, mesmo que perca o tri brasileiro, não dá para criticar. Se tivesse ganhado hoje [ontem], voltaria a depender só dos seus resultados. Mas isso está longe de dizer que significaria que seria fácil. A ladeira é íngreme para chuchu", disse.

André indicou uma possível formação para o setor ofensivo do Fla. "Agora vai ter que virar a chave para a Copa do Brasil e o Renato tem que encontrar soluções. Ele precisa entender que esse meio-campo com Arão, Andreas Pereira e Thiago Maia vai funcionar melhor com o Pedro na referência. Com o Gabigol se movimentando, fica mais complicado. Então ele precisa pensar em outra solução ali na frente. Em todas as vezes nas quais o Vitinho jogou nessa posição mais adiantada, fazendo a função do Arrascaeta, é mais um jogador para entrar na área. Se Gabigol ficar saindo da área, precisa de alguém com característica de atacante para entrar nesse espaço que ele abre", apontou.

Além dos duelos contra o Athetico pelas semifinais da Copa do Brasil, o Flamengo ainda faz o clássico contra o Fluminense e encara o Atlético-MG pelo Brasileirão. Diante de uma sequência tão crucial, Renato projeta que o Fla deve usar força máxima para os quatro duelos. "Acho que o Renato Gaúcho vai ter que ir com força máxima nos quatro. A não ser que tire um ou outro jogador que esteja com desgaste muscular. Não consigo ver o Fla poupando nesses próximos jogos, a não ser que consiga um grande resultado na Arena da Baixada", avaliou.

André explicou como a formação atual não encaixa com o estilo de jogo de Gabigol. "O Andreas é um jogador que trabalha com Thiago Maia pelo meio, com os pontas, e tem o Pedro como pivô. É ele que está dentro da área, como no lance do segundo gol contra o Juventude. O Gabigol provavelmente não estaria ali para conferir porque está se movimentando demais. Faz sentido quando está o time completo, com Arrascaeta e Bruno Henrique. É uma solução que o Renato vai ter que encontrar enquanto Arrascaeta e Bruno Henrique não voltam, e o Pedro tem que abrir espaço para o retorno do Gabigol", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do Flamengo será na quarta-feira (20), logo após a partida contra o Athletico, no duelo de ida das semifinais da Copa do Brasil. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte e no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol