PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Os técnicos com melhores elencos do Brasil têm sérias limitações

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 19h27

Diante de adversários bem armados defensivamente, Atlético-MG e Flamengo tiveram dificuldade para criar e acabaram tropeçando na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, nos jogos contra Atlético-GO e Cuiabá, respectivamente, com os técnicos Cuca e Renato Gaúcho não encontrando alternativas mesmo com elencos muito superiores aos dos adversários.

No podcast Posse de Bola #170, Mauro Cezar Pereira afirma que os jogos evidenciaram as limitações que os treinadores de Atlético-MG e Flamengo têm, principalmente na questão do aproveitamento do máximo do potencial dos jogadores de seus elencos.

"Os jogos de ontem evidenciaram isso, os técnicos que têm os melhores elencos do futebol brasileiro têm sérias limitações e não conseguem tirar dos jogadores do Galo e do Flamengo aquilo que deveriam tirar. O Nacho joga bola no Atlético-MG como jogava no River Plate? Evidente que não", diz Mauro.

"O destaque do Hulk, em que o Hulk se destaca? Arrancadas individuais nas quais ele serve os companheiros ou ele mesmo resolve tudo sozinho com técnica, força, velocidade, explosão, todas aquelas boas características que ele tem. Agora, um jogo coletivo, uma defesa fechada, como que eu furo? Não consigo, é bola na área, é na marra, é tudo na marra, foi assim que o Atlético-MG conseguiu por exemplo empatar com o Bragantino", completa.

O jornalista cita a perda de pontos pelos dois times que lideram o Campeonato Brasileiro nas últimas dez rodadas e lembra que a dificuldade diante de times bem fechados é ocorre também com o Palmeiras de Abel Ferreira.

"Detalhe, o Atlético-MG dos dez últimos jogos venceu cinco, empatou quatro e perdeu um, igualzinho ao Flamengo nos dez últimos jogos. A campanha dos dois é essa, de pontos ficando pelo caminho, é um campeonato aberto e aleatório como o jogo dos dois mais bem colocados no momento em que a coisa se complica", diz Mauro.

"O mesmo vale para o Abel Ferreira no Palmeiras, tem as mesmíssimas dificuldades quando se vê diante de uma defesa fechada. Então você vê que um português e dois brasileiros têm muito em comum com relação a isso", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol