PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Não perguntaram a Abel se técnico europeu manda gandulas sumirem

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 19h42

Classificação e Jogos

O Palmeiras encerrou sua sequência sem vitórias ao bater o Internacional por 1 a 0 no Allianz Parque com um gol de pênalti cobrado por Raphael Veiga, que deixou o time em vantagem e com um jogador a mais —Edenilson foi expulso antes da cobrança. Mas, ainda assim, o Palmeiras encontrou algumas dificuldades e no final do jogo os gandulas desapareceram.

No podcast Posse de Bola #170, Juca Kfouri afirma que lamenta o formato atual das entrevistas coletivas devido à falta do questionamento a respeito dos gandulas a Abel Ferreira, se o português teria adotado uma estratégia semelhante à que Luz Felipe Scolari utilizava no Palmeiras.

"É uma lástima que ainda estejamos com esse esquema de entrevistas pós-jogo feito da maneira como tem sido. Ontem, eu fiz questão de ver a entrevista do Abel e ninguém perguntou a ele se ele havia passado os quatro jornalistas para o Renato e quem eram, mas, pior do que isso, ninguém perguntou se um técnico europeu, com séculos de cultura manda os gandulas desaparecerem quando está 1 a 0, 11 contra 10, em casa", diz Juca.

"O que se viu ontem no estádio do Palmeiras, há anos eu não via. O Felipão foi o último e o Felipão é isso mesmo. O Felipão é aquele cara tosco, é o tiozão do domingo, que toma três caipirinhas e sai contando piada suja para as sobrinhas. O Abel Ferreira calou, também ninguém perguntou, sobre o esquema com os gandulas. Eles desapareceram quando o Palmeiras fez 1 a 0 e ficou 11 contra 10, assim como o Palmeiras desapareceu", completa.

O jornalista afirma que o treinador também foi mal nas mudanças que fez no time do Palmeiras depois da vantagem no placar, tirando Dudu e Raphael Veiga, enquanto Rony foi mantido em campo.

"Ele errou nas três trocas que fez. Tirou o Dudu e tirou o Raphael Veiga, que eram os dois que estavam melhores em campo, insiste no Rony, é uma coisa impressionante. Agora, eu queria saber isso, senhor Abel Ferreira, o colonizador, pode tirar gandula?", questiona.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol