PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Flamengo e Galo foram prejudicados, mas nada justifica as atuações

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 16h29

Classificação e Jogos

Líder do Brasileirão e em busca de um título que não conquista há 50 anos, o Atlético-MG perdeu de virada para o Atlético-GO em jogo no qual reclamou um pênalti não assinalado pela arbitragem de Raphael Claus. Depois, foi a vez de o Flamengo, atual bicampeão, que poderia reduzir a distância na classificação, ficar no empate sem gols diante do Cuiabá no Maracanã, com queixas a um gol anulado e um pênalti não marcado por Flávio Rodrigues de Souza.

No podcast Posse de Bola #170, Juca Kfouri afirma que considera os dois clubes prejudicados pelas decisões da arbitragem, mas que mesmo os erros não justificam a forma como ambos se portaram dentro de campo diante de adversários bem armados na defesa.

"Ambos foram prejudicados pela arbitragem. O Atlético-MG ao lhe terem tomado um pênalti no começo do jogo e o Flamengo ao ter um gol anulado no começo do jogo injustificadamente e um pênalti que é dessas coisas absolutamente escandalosas, porque estava na cara do juiz, ele viu o Vitinho levar não foi um, foram dois tapas e não deu pênalti. Não deu pênalti, o VAR não chamou, um absurdo", diz Juca.

"No entanto, nada justifica que Flamengo e Atlético-MG sem nenhum repertório para se livrar de dois times que marcam bem, e o Galo ainda é capaz de tomar dois gols como tomou. São duas decepções, é claro que isso não significa que eles estejam condenados a perder o título brasileiro, porque a situação permaneceu praticamente a mesma", completa.

Juca afirma que ficou impressionado com a dificuldade que os dois times encontraram e chama a atenção para mais uma vez em que o Flamengo entrou em campo podendo depender apenas de seus próprios resultados na briga pelo título e não conseguiu fazer o seu papel.

"Do ponto de vista do Flamengo, essa questão psicológica, porque é claro que é cedo para pensar nela, mas de poder contar apenas com os próprios resultados, é uma lástima o Flamengo não estar mais nessa condição, como estava antes de começar o jogo contra o Cuiabá, mas me chamou muito a atenção a nenhuma alternativa do time do Flamengo para se livrar do ferrolho do Jorginho", diz o colunista do UOL.

"Da mesma maneira como me impressionou muito como o Galo não teve nenhuma criatividade para ganhar o jogo do Atlético-GO, que havia 10 jogos que não ganhava na sua casa, então ambos foram absolutamente decepcionantes, ambos foram absolutamente frustrantes. Reitero, apesar de terem sido gravemente prejudicados pelas arbitragens", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol