PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG vai à CBF contra árbitros do RJ e Claus: 'Falta de critério'

Raphael Claus foi o árbitro na derrota de ontem da equipe mineira para o Atlético-GO e irritou os torcedores após não marcar um pênalti - Cesar Greco
Raphael Claus foi o árbitro na derrota de ontem da equipe mineira para o Atlético-GO e irritou os torcedores após não marcar um pênalti Imagem: Cesar Greco

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 14h52

Classificação e Jogos

O Atlético-MG divulgou, na tarde de hoje, que vai protocolar uma reclamação formal na Ouvidoria da CBF após reclamações nas últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro.

No Twitter, o clube divulgou quatro termos que justificam as medidas - todas elas envolvem a arbitragem das últimas partidas.

O primeiro item pede que "sejam adotados os mesmos critérios da arbitragem em relação a lances praticamente idênticos". O Atlético baseia a iniciativa em uma jogada de ontem, no duelo contra o Atlético-GO, em que foi negado um pênalti para a equipe mineira após uma possível mão na bola de um atleta do time goiano.

"Na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, por exemplo, lances equivalentes de bola no braço, dentro da área, tiveram decisões completamente díspares (Chapecoense x Fortaleza; Palmeiras x Internacional; e Atlético-GO x Atlético)", escreveu o clube.

O Atlético ainda pede os áudios do VAR em relação ao jogo em questão e, ainda, da partida disputada contra o Santos na última quarta-feira (13) - contra os paulistas, o Galo reclama de um pênalti não marcado em Zaracho.

O terceiro item é destinado para Raphael Claus, árbitro do quadro da Fifa que representa a Federação Paulista de Futebol (FPF) - ele foi o responsável pelo apito na derrota do Atlético-MG de ontem.

A equipe considera que Claus tem apresentado "absoluta falta de critério, padrão e transparência". "Tal conduta tem provocado estranhamento em relação ao referido árbitro que não marcou pênalti a favor do Galo no jogo Atlético-GO x Atletico e o fez, em lances idênticos, nos jogos Atlético x Fluminense, pela Copa do Brasil; e Santos x São Paulo, pelo Brasileirão".

Por fim, o clube pede para que a CBF proíba a escalação de árbitros do RJ (incluindo até o auxiliar do VAR) em confrontos da equipe. A medida tem ligação com o Flamengo, vice-líder do Brasileirão e grande rival dos mineiros na briga pelo título nacional.

Neste tópico, o Atlético ressalta que o inverso também deve ser aplicado - a obrigatoriedade de escalação de árbitros que não sejam da federação mineira em jogos do time de Renato Gaúcho.

Atlético-MG