PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Walce explica segunda cirurgia no joelho e espera voltar ao SPFC em 4 meses

Divulgação/São Paulo FC
Imagem: Divulgação/São Paulo FC

Do UOL, em São Paulo

16/10/2021 21h46

O zagueiro Walce falou sobre o processo de recuperação da segunda cirurgia feita no joelho direito, em junho deste ano. Em conversa com o canal "Tiro de Meta", do YouTube, o jogador do São Paulo estimou que em cerca de quatro meses estará à disposição da comissão técnica para voltar a atuar. A última vez que ele entrou em campo foi em 8 de dezembro de 2019, contra o CSA, pela última rodada do Brasileirão.

"Estou me sentindo muito melhor depois dessa segunda cirurgia, mais inteiro, mais forte. Pelo histórico que eu tive das questões das cirurgias, dessa última que eu fiz me sinto melhor, mais inteiro, mais forte, mais tranquilo. Hoje estou com quatro meses e meio de cirurgia, um tempo considerado bom. Estou num tempo legal, com segurança para começar a trotar, fazer algo diferente fora da fisioterapia. A expectativa é que daqui mais uns quatro meses eu esteja inteiro, 100% e preparado com o grupo para criar as minhas oportunidades dentro do São Paulo", disse o zagueiro.

Walce se machucou durante um jogo-treino da seleção brasileira olímpica, em janeiro do ano passado. Na época, ele estava em negociação com o Red Bull Bragantino. A conversa foi paralisada depois que o zagueiro precisou ser operado para reparar o rompimento do ligamento cruzado do joelho esquerdo.

A expectativa era que Walce voltasse em 2021, mas em junho passado, um exame apontou a necessidade de uma nova cirurgia. "Na parte final do processo de recuperação, eu passei por uma nova ressonância para confirmar que o ligamento estava firme. Foi nesse momento que o exame apontou a frouxidão do ligamento. Isso não teve explicação nem médica. Acho que o meu corpo não se adaptou à cirurgia que foi feita. (...) Não posso dizer que foi erro, porque não tenho certeza disso. Eu acredito que foi muito mais algo regenerativo do meu próprio corpo de não ter aceitado aquela mudança que teve", prosseguiu o defensor.

O zagueiro é cria das categorias de base do São Paulo. Em 2019, Walce fez as únicas cinco partidas pelo time profissional até o momento. Com o defensor no departamento médico, o técnico Rogério Ceni tem à disposição para o clássico de segunda-feira (18), contra o Corinthians, os zagueiros Arboleda e Léo, que devem ser titulares, além de Bruno Alves e Diego Costa. Miranda recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Ceará e está suspenso.

São Paulo