PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Jogo aéreo falho do Vasco se põe à prova contra Léo Gamalho, de 1,88m

Léo Gamalho fez um gol de cabeça no empate em 1 a 1, no jogo do turno entre Coritiba e Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Léo Gamalho fez um gol de cabeça no empate em 1 a 1, no jogo do turno entre Coritiba e Vasco Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Um verdadeiro tormento para o torcedor vascaíno. Assim pode ser classificado o jogo aéreo defensivo do Vasco. Nada menos do que 41% dos gols sofridos nesta temporada foram oriundos de jogadas pelo alto. E hoje (16), diante do Coritiba, líder da Série B, às 16h30, em São Januário, a zaga terá novamente o fundamento colocado à prova, justamente tendo pela frente o gigante vice-artilheiro da competição, Léo Gamalho, com seus 1,88m.

O atacante do Coxa já enfrentou o Cruzmaltino na carreira seis vezes, tendo feito dois gols. Curiosamente, ambos foram de cabeça. Um este ano, no empate em 1 a 1 entre paranaenses e cariocas no jogo do turno, e outro em 2016, quando defendia o Goiás, também num empate em 1 a 1 pela Série B.

O jogo aéreo defensivo cruzmaltino vem, inclusive, de um gol sofrido desta maneira na derrota para o Sampaio Corrêa por 1 a 0, na última rodada, que freou a reação do Vasco na competição.

"Tivemos um resultado ruim na última partida, mas já esquecemos isso. Agora é bola para frente, pensar no Coritiba. Estamos motivados, vamos ter o apoio da torcida, que é o nosso 12º jogador. Estamos trabalhando no dia a dia e tenho certeza de que vamos conseguir essa vitória. Nosso pensamento é jogo a jogo, e o Coritiba é o próximo. Cada jogo é uma final. Só pensamos no acesso, do porteiro à tia da cozinha. É uma oportunidade, não pode ser um peso. Temos confiança em todos que estão aqui", declarou o lateral Zeca.

Nesta temporada, o Vasco já sofreu 56 gols, sendo 23 oriundos de bola aérea, o que dá o percentual de 41% neste fundamento. Considerando somente a Série B, são 31 sofridos sendo 11 pelo alto, um percentual de 35,4%.

Léo Gamalho é o vice-artilheiro da Série com 12 gols, quatro a menos que Edu, atacante do Brusque.

FICHA TÉCNICA:

VASCO X CORITIBA
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira de Sampaio (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Vasco: Vanderlei, Zeca, Ricardo Graça, Leandro Castan e Riquelme; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e Nenê; Morato, Gabriel Pec (Léo Jabá) e Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz.

Coritiba: Wilson; Natanael, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Gustavo Bochecha (Val) e Robinho; Igor Paixão, Rafinha e Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo.

Vasco