PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Flamengo não perdeu pontos na data Fifa e o time teve bons momentos

Do UOL, em São Paulo

15/10/2021 19h54

Classificação e Jogos

O Flamengo tem o retorno dos jogadores que estavam com as seleções de Brasil e Chile na mesma distância que estava do Atlético-MG na briga pelo título do Brasileirão, 11 pontos atrás, mas com dois jogos a menos e o confronto direto, fatores que o mantêm forte na briga.

No podcast Posse de Bola #169, Mauro Cezar Pereira ressalta que os resultados no período foram positivos para o clube rubro-negro, considerando que ele foi desfalcado de jogadores mais decisivos em relação ao Atlético-MG e, embora com três rodadas a menos por fazer, sem deixar com que o principal concorrente aumentasse a diferença de pontos.

"Acho que o Flamengo jogou essas partidas desfalcado de jogadores mais importantes do que o Atlético-MG, acho que as baixas do Flamengo são mais pesadas, além das convocações, teve uma quantidade grande de lesões, jogou com quatro titulares a partida contra o Fortaleza, aí voltou o goleiro Diego Alves, aí foram cinco no jogo contra o Juventude, isso contando o Andreas como titular, eu já conto o Andreas como titular", diz Mauro.

"Eu acho que o Flamengo jogou melhor esse período e acho que quando você olhava há três rodadas, a maior perspectiva era para o Atlético-MG abrir vantagem ou tudo ficar igual do que o Flamengo reduzir a diferença e tudo ficou igual, então tem menos três rodadas para você tirar a diferença no caso rubro-negro, mas ela não aumentou no momento crucial, que foi essa hora da data Fifa", completa.

Além do fato de não ter perdido mais pontos que o Atlético-MG, Mauro considera que o Flamengo conseguiu boas atuações diante dos desfalques que teve, ainda que tenha tido uma queda de rendimento no segundo tempo diante do Juventude, na quarta-feira (13).

"O Flamengo já ficou um mês desfalcadíssimo por conta da Copa América, aí perde jogador em setembro na data Fifa, em outubro novamente, e agora não perdeu pontos, o time teve bons momentos. Não foi espetacular, mas teve bons momentos. Esse jogo com o Juventude eu achei uma queda grande no segundo tempo, mas no segundo tempo o ataque do Flamengo tinha o Rodinei e o Vitor Gabriel", diz Mauro.

O jornalista considera que até o confronto direto, marcado para o dia 30, no Maracanã, Flamengo e Atlético-MG vão encarar adversários equivalentes, o que mantém a disputa equilibrada.

"As próximas rodadas são muito parecidas porque a campanha do Cuiabá é idêntica à do Atlético-GO, só que o Flamengo joga em casa e o Atlético-MG joga fora. Na outra rodada, o Atlético-MG recebe o Cuiabá e o Flamengo joga contra o Fluminense. Para o Flamengo é um clássico, mas o Cuiabá tem a campanha hoje melhor que a do Fluminense, está à frente do Fluminense na classificação", diz Mauro.

"São adversários que tecnicamente são mais ou menos equivalentes no momento. Então você tem aí a questão do mando de campo, clássico aí até para dar uma equilibrada. Depois, os dois se enfrentam no dia 30 no Rio de Janeiro, acho que a tabela está muito parecida, muito igual", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol