PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: Ficou no ar a sensação de que os empresários mandam no São Paulo

Do UOL, em São Paulo

14/10/2021 13h28

Classificação e Jogos

O São Paulo anunciou a saída do técnico Hernán Crespo no mesmo dia em que o empresário do meio-campista Martín Benítez, Adrian Castellanos, afirmou não ver sentido na continuidade do jogador no clube com a permanência do treinador devido ao espaço perdido durante a temporada.

No UOL News Esporte, Renato Maurício Prado chama a atenção para a saída do técnico justamente após as declarações do empresário e questiona se Rogério Ceni terá autonomia para deixar de escalar Benítez, já que a impressão dada foi de influência de empresários no clube.

"Sabe o que eu acho mais grave? Até esse timing da demissão do Crespo imediatamente depois da 'chiação' do empresário, ficou no ar a sensação de que os empresários mandam no São Paulo. Quer dizer, o empresário vai e dá uma declaração dessas, estapafúrdia, o empresário não tem que vir a público falar esse tipo de coisa. Pode até, se quiser, ir lá conversar com os dirigentes, mas ele dar uma declaração dizendo 'olha, se o Crespo não escalar, eu vou tirar'. Em seguida o São Paulo demite o Crespo", diz Renato.

"A sensação que eu fico é a seguinte: esses empresários estão mandando mais do que os dirigentes do São Paulo, é inacreditável isso. O Rogério Ceni será que vai assumir já sabendo disso, que precisa escalar o Benítez, por exemplo? Terá o Rogério Ceni autonomia para não escalar o Benítez? Vamos e venhamos, é um bom jogador, mas é um jogador com deficiências físicas evidentes, ele não é um atleta, longe disso, já tinha mostrado isso no Vasco e continua mostrando no São Paulo", completa.

Milly Lacombe também considerou absurda a manifestação do empresário e que foi deselegante a definição da saída de Crespo logo após este episódio em relação a Benítez.

"Me parece, isso é só especulação, que teve alguma coisa interna sim. Perdeu o vestiário. Para o empresário do Benítez vir a público dizer que se o Benítez não for escalado, ele vai sair. É muito chato isso, quando o futebol é mercadoria, 'se o meu produto não estiver à mostra, eu não me interesso mais que o meu produto esteja vestindo essa camisa'. É uma loucura tão grande, o Benítez se machucou, o Benítez foi uma das estrelas do estadual, eu acho que ninguém tem mais paciência para esperar alguma coisa voltar a ser o que era antes. Eu acho que foi tudo muito deselegante", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol