PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chapecoense empata com Athletico-PR e completa 13 jogos sem vencer em casa

Bruno Fernandes

Colaboração para o UOL, em Maceió (AL)

13/10/2021 20h57

Classificação e Jogos

A Chapecoense empatou com o Athletico Paranaense por 1 a 1 hoje (13), na Arena Condá, em Chapecó, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Matheus Ribeiro, aos 12 do segundo tempo, em tabela com Anderson Leite para a equipe mandante, e por Christian, aos 43 para o Furacão

Com o resultado, a Chapecoense continua uma série negativa como mandante sem vencer em casa, já são oito derrotas e cinco empates na Arena Condá. A equipe de Santa Catarina permanece na lanterna da tabela, agora com 13 pontos somados, e o Furacão continua momentaneamente na oitava posição, com 34 pontos.

Na próxima rodada, a Chape recebe o Fortaleza, no sábado (16), às 19h. No dia seguinte, o Athletico encara o Fluminense, na Arena da Baixada, às 16h.

Foi bem: Mike oportunista

Mesmo não conseguindo marcar para a Chapecoense, o atacante Mike foi quem melhor soube aproveitar as oportunidades da partida. Praticamente todos os lances que resultaram em ataques passaram pelos pés do atacante, faltou apenas o toque final para marcar o gol.

Foi mal: Procura-se Renato Kayser

Uma das principais peças do Athletico-PR na campanha da Copa Sul-Americana e vice-artilheiro da equipe no Brasileirão, o atacante Renato Kayser pouco apareceu na partida. Acionado 11 vezes ao todo, o jogador não conseguiu mostrar para que veio e praticamente virou um fantasma no jogo.

Começo disputado na Arena Condá

O Athletico posicionou todo o começo do jogo pelo lado esquerdo do campo, sempre realizando triangulações pelas laterais, mas não conseguia penetrar na defesa da Chape que, por outro lado, não conseguia chegar na defesa do Furacão com investidas pelo lado direito. Com os ataques pelas laterais, o jogo pouco andou e as equipes tiveram apenas duas oportunidades claras de gol nos primeiros minutos.

Ninguém chega

O primeiro tempo logo perdeu ritmo e as equipes pouco conseguiram criar nos minutos finais. Assim como no começo do jogo, o Athletico trocou passes em busca de espaço. Chape —após tentar chegar logo no primeiro minuto de partida— apostou em contra-ataques, mas sofreu para chegar.

Chape desperdiça chance

Depois de muito tentar, a última chance clara da Chape ainda na primeira etapa saiu apenas aos 36 minutos. No lance, Mike recebeu nas costas da defesa e saiu cara a cara com o goleiro, mas após o chute rasteiro, Santos operou um verdadeiro milagre.

Tem briga na Arena Condá

Na saída para o intervalo, Nikão, do Athletico, insinuou algo sobre o rebaixamento da Chapecoense para a Série B. Moisés Ribeiro não gostou e revidou partindo pra cima. A Polícia Militar foi acionada para acalmar os ânimos dos jogadores que receberam cartão amarelo na volta para a segunda etapa pela confusão armada na entrada do vestiário.

Tanto bate até que fura

A Chape tentou muito e, finalmente, conseguiu abrir o placar aos 12 do segundo tempo. Matheus Ribeiro fez jogada individual, arrancando da direita para dentro, tabelando com Anderson Leite, e batendo de esquerda para abrir o placar na Arena Condá e fazer valer a lei do ex.

Chove cartão amarelo

Foram nada menos que oito cartões amarelos na partida. Thiago Heleno, Zé Ivaldo, Busanello, Moisés Ribeiro, Richard, Anderson Leite, Rodrigo Silva e Nikão foram os amarelados pelo árbitro Luiz Flavio de Oliveira.

Mudanças mostram resultado

O técnico Alberto Valentim, do Athletico-PR, colocou Christian, Bissoli e Pedrinho com fôlego nos lugares de Richard, Abner Vinícius e Renato Kayzer para tentar mudar o destino do jogo, e as alterações deram resultado. Aos 43, Khellven recebeu na ponta direita e cruzou para Christian aparecer nas costas da defesa e finalizar de primeira sem chance para Keiller.

FICHA TÉCNICA:

Chapecoense 1 x 1 Athletico-PR

Motivo: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro - Série A
Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data e hora: 13/10/2021 (quarta-feira), às 19h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Gustavo Rodrigues de Oliveira (ambos de SP)
Cartões amarelos: Rodrigo Silva, Anderson Leite, Moisés Ribeiro, Busanello (CHA), Zé Ivaldo, Richard, Thiago Heleno e Nikão (CAP)
Gols: Matheus Ribeiro (CHA) aos 12' do segundo tempo e Christian (CAP) aos 42 do segundo tempo

Chapecoense: Keiller, Ignácio, Joilson, Jordan, Matheus Ribeiro, Busanello (Mancha), Anderson Leite, Moisés fRibeiro (Ronei), Lima, Mike (Kaio Nunes) e Rodriguinho (Perotti). Técnico: Pintado.

Athletico-PR: Santos, Pedro Henrique, Thiago Heleno, José Ivaldo (Pedro Rocha), Marcinho (Khellven), Richard (Christian), Cittadini, Abner (Pedrinho), Nikão, Terans e Kayzer (Bissoli). Técnico: Alberto Valentim.

Futebol