PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Argentina domina o Uruguai e vence com facilidade pelas Eliminatórias

Lionel Messi comemora gol na vitória da Argentina sobre o Uruguai nas Eliminatórias da Copa - REUTERS/Agustin Marcarian
Lionel Messi comemora gol na vitória da Argentina sobre o Uruguai nas Eliminatórias da Copa Imagem: REUTERS/Agustin Marcarian

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/10/2021 22h26

Classificação e Jogos

Superior tecnicamente, a Argentina não encontrou muita resistência e bateu o Uruguai por 3 a 0 na noite deste domingo (10). Com o apoio da torcida no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, a campeã das Copas de 78 e 86 criou muitas chances e conseguiu dois gols ainda no primeiro tempo, com Messi e De Paul, na partida da quinta rodada das Eliminatórias. Lautaro Martínez ampliou após o intervalo.

Com a vitória, os argentinos chegam aos 22 pontos, se mantém na segunda colocação e ficam muito próximos de garantir a vaga para o próximo mundial, que acontece no Qatar em 2022. Já a Celeste cai para a quarta colocação, com 16 pontos.

Os dois países voltam a campo nesta quinta-feira, pela 12ª rodada das Eliminatórias. No mesmo estádio, a Argentina irá receber o Peru, às 20h30. Uma hora mais tarde, às 21h30 (de Brasília), os uruguaios visitam o Brasil na Arena da Amazônia.

Quem foi bem: De Paul

A noite do meio-campista foi excelente. Ele se movimentou demais, lutou muito e ajudou tanto a criar como a concluir as jogadas dos mandantes. Fez o segundo gol e ainda deu a assistência para o terceiro.

Quem foi mal: De La Cruz

O meio-campo dos visitantes, de uma maneira geral, não funcionou bem. De La Cruz é de quem mais se espera, entretanto ele não conseguiu ajudar muito na criação das jogadas.

Martínez salva a Argentina

Diferentemente do que muitos esperavam, o Clássico do Rio da Prata começou bem aberto, com as duas equipes criando muito. Logo aos cinco minutos, o goleiro argentino já precisou aparecer para evitar que o placar fosse aberto. Na primeira, Martínez espalmou o chute forte de Suárez e também conseguiu o desvio após Valverde ficar com o rebote.

Aos 20, Martínez sua defesa mais bonita. Suárez recebeu um cruzamento de Viña e, quase na pequena área, mandou um voleio para o gol. Com muita agilidade, o arqueiro caiu no tempo certo para espalmar.

Duas bolas na traves e o jogo inverte

Suárez, mais uma vez bem colocado dentro da área, se esticou todo para aproveitar o passe de De La Cruz e parou na trave, aos 37. Cinco minutos depois, a resposta argentina veio com Lo Celso. O atleta recebeu em velocidade de De Paul, driblou o goleiro Muslera, porém bateu no travessão.

Depois disso, a Argentina dominou completamente os minutos finais da primeira etapa e conseguiu marcar duas vezes. Aos 37, Messi lançou Nico González, que não conseguiu alcançar a bola, contudo, enganou o goleiro Muslera, que ficou parado, vendo a bola entrar. Aos 43, Martínez pegou mal na bola, mas o que era um chute se tornou uma assistência na medida para De Paul, que tocou firme para a rede.

Cavani entra, mas nada muda

Por muitos anos, Cavani e Suárez foram a dupla titular do Uruguai, sem nenhuma contestação. No entanto, o técnico Óscar Tabárez deixou, desde o empate sem gols contra a Colômbia na última quinta (7), o jogador do Manchester United no banco. Precisando de dois gols, apostou na reedição de dupla de sucesso na segunda etapa, contudo o cenário do embate continuou o mesmo.

Sem catimba

As duas seleções entraram em campo pensando apenas em jogar futebol. Em uma partida limpa, de poucas faltas, fizeram um confronto bem agitado do princípio ao fim. Destoando do histórico de catimba dos dois países, o jogo foi tão limpo que o árbitro sequer precisou dar um cartão amarelo.

Argentina amplia com tranquilidade

O nosso maior rival no futebol teve uma atuação excelente. As jogadas fluíam naturalmente e o time parecia fazer pouco esforço para criar. Tanto que, após troca de passes, De Paul encontrou um cruzamento preciso para Lautaro, que anotou o terceiro gol.

Enquanto a torcida cantava 'olé' nas arquibancadas, o goleiro Muslera seguia trabalhando no gramado. Joaquín Correa, aos 22, e Dí Maria levaram muito perigo ao defensor. Com o passar do tempo, a equipe da casa foi diminuindo o ritmo e, mesmo assim, seguiu melhor, tendo duas chances com Messi.

Rodada adiada

Esse foi o 11º jogo do Uruguai e o décimo da Argentina (que teve a partida contra o Brasil cancelada no dia 5 de setembro), mas era válido pela quinta rodada da Eliminatórias. Pois, em março deste ano, com o avanço da pandemia no continente, a Conmebol decidiu adiar os embates que aconteceriam naquele mês. Por isso, ao invés de dois jogos, as seleções sul-americanas disputaram três confrontos nesta e também na última data Fifa, que foi em setembro.

Ficha técnica

ARGENTINA 3 x 0 URUGUAI
Data: 10/10/2021
Local: Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG);
Hora: 20h30 (de Brasília);
Árbitro: Roberto Tobar (CHI);
Auxiliares: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI);
VAR: Julio Bascuñán (CHI).

Gols: Messi, aos 37', e De Paul, aos 43', do primeiro tempo e Lautaro Martínez, aos 16' do segundo tempo para a Argentina.

Cartões amarelos: (ARG), (URU).

Argentina: Emiliano Martínez; Molina Lucero, Cristian Romero, Otamendi (Medina) e Tagliafico; De Paul (Di María), Paredes (Palacios) e Lo Celso; Nicolás González, Messi e Lautaro Martínez (Joaquin Correa). Técnico: Lionel Scaloni.

Uruguai: Muslera; Araújo (Giovanni González), Godín e Coates; Nahitan Nández (Torreira), Valverde, Lucas Torreira, Vecino, De La Cruz (Darwin Núñez) e Matías Viña (Piquerez); Brian Rodríguez (Cavani) e Luis Suárez. Técnico: Óscar Tabárez.

Futebol