PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Argentina empata com Paraguai em dia de Messi apagado e 'ritmo de treino'

Messi tenta se livrar de marcação do Paraguai em jogo das Eliminatórias da Copa 2022 - NORBERTO DUARTE / AFP
Messi tenta se livrar de marcação do Paraguai em jogo das Eliminatórias da Copa 2022 Imagem: NORBERTO DUARTE / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/10/2021 21h52

Classificação e Jogos

Em noite pouco inspirada de Lionel Messi, a Argentina ficou no 0 a 0 com o Paraguai, hoje, no Defensores del Chaco (PAR), pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Em ritmo de treino, a Argentina dominou as ações e passou grande parte do tempo no campo de ataque, mas sem conseguir transformar a superioridade em gols. Já o Paraguai, mesmo jogando diante de sua torcida, se fechou e explorou os poucos contra-ataque que teve.

Com o resultado, a Argentina permanece na segunda colocação, com 19 pontos, três a mais em relação ao Uruguai, que empatou com a Colômbia hoje, no Parque Central (URU). O Paraguai segue em sexto, agora com 12 pontos.

Na sequência, a Argentina recebe o Uruguai no Monumental de Nuñez neste domingo, às 20h30 (horário de Brasília), em jogo atrasado da quinta rodada. Já o Paraguai encara o Chile, no mesmo dia, no estádio San Carlos de Apoquindo, às 21h (horário de Brasília).

Jogando em casa?

Mesmo jogando em Assunção, a Argentina comandou as ações da partida. Pressionando o Paraguai desde os primeiros minutos do jogo, e com Messi livre em campo, a seleção argentina colocou o goleiro Antony Silva para trabalhar, principalmente com Correa.

Tanto que a Argentina quase abriu o placar aos 10 minutos da primeira etapa. Após passe de Messi, Correa tira do goleiro e Di María é travado por Alderete praticamente em cima da linha.

Paraguai tenta, mas não assusta

Após ver a Argentina dominar grande parte do primeiro tempo, o Paraguai se lançou ao ataque nos minutos finais da primeira etapa. Aproveitando erros de passe argentino, assim como algumas roubadas de bola, os donos da casa chegaram à meta de Martinez.

Os paraguaios, porém, não ofereceram perigo à equipe visitante. Com dificuldades tanto na troca de passes quando na construção de jogadas, o Paraguai teve em determinado momento o zagueiro Gustavo Gómez, do Palmeiras, como atacante.

Argentina abusa dos erros

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro: com a Argentina pressionando e o Paraguai se segurando. Os argentinos, porém, seguiram desperdiçando oportunidades.

Com erros tanto na troca de passes quanto nas finalizações, a seleção argentina teve sua primeira grande chance logos aos cinco minutos da etapa final. Messi acionou De Paul pela direita, que bate para o meio. Com o gol vazio, Correa perde o tempo da bola.

Goleiros trabalham

Pouco exigido no primeiro tempo, Martínez salvou a principal chance do Paraguai na segunda etapa. Aos 19 minutos, Junior Alonso acionou Arzamendia. Lateral cruzou para Sanabria, que obrigou o goleiro argentino a uma grande defesa.

No lance seguinte, foi a vez de De Paul assustar Silva. O atacante mandou uma bomba de fora da área após passe de Messi. O goleiro paraguaio espalmou e ninguém aproveitou o rebote.

O goleiro paraguaio voltou a trabalhar aos 38 minutos da etapa final. Papu Gómez recebeu de Messi e bate colocado de direita, obrigando Silva a defender de mão trocada.

Messi solto, mas discreto

Os paraguaios não se incomodaram com a presença de Lionel Messi, que circulou livremente pelo campo de ataque argentino. Caindo tanto pelos lados quanto pelo centro, o camisa 10 foi responsável por grande parte da criação das ações ofensivas dos 'hermanos'.

Mesmo assim, o camisa 10 fez uma partida discreta. Perdendo bolas simples e sem pontaria nas bolas paradas, o jogador do PSG não ofereceu grande perigo aos donos da casa.