PUBLICIDADE
Topo

Liga das Nações 2020/21

Espanha se vinga, bate Itália 'invencível' e vai à final da Liga das Nações

Ferrán Torres comemora gol da Espanha contra a Itália na semifinal da Liga das Nações - GettyImages
Ferrán Torres comemora gol da Espanha contra a Itália na semifinal da Liga das Nações Imagem: GettyImages

Do UOL, em São Paulo

06/10/2021 17h45

Classificação e Jogos

A Espanha venceu a Itália por 2 a 1 hoje e está na final da Liga das Nações. No reencontro após a semifinal da Eurocopa, que terminou com vitória italiana nos pênaltis, os comandados de Luis Enrique levaram a melhor e quebraram a invencibilidade de 37 jogos do time de Roberto Mancini. Ferrán Torres, jovem de 21 anos do Manchester City, foi a estrela da noite com dois gols marcados. Pellegrini diminuiu para os donos da casa.

A série invencível da "Azzurra" começou no dia 10 de outubro de 2018, apenas cinco meses após Mancini assumir o cargo de treinador. Ao todo, foram 28 vitórias e nove empates entre Eliminatórias da Copa do Mundo 2022, Eurocopa, amistosos e Liga das Nações.

Com o resultado, a Espanha tentará o seu primeiro título da competição. Agora, a "Fúria" aguarda o resultado da outra semifinal entre França e Bélgica, que acontece amanhã, às 15h45 (de Brasília) e definirá quem será seu adversário na decisão.

A grande final acontece no domingo (10), às 15h45 (de Brasília), no San Siro. Horas antes, às 10h (de Brasília), a Itália e o perdedor da outra semi disputarão o terceiro lugar, em Turim.

Surpresa do visitante

A partida começou muito intensa no San Siro, ambas as equipes saíram para jogo e protagonizaram um começo de primeiro tempo bem equilibrado. Aos 16 minutos, Ferrán Torres abriu o placar para os visitantes. Em um contra-ataque bem organizado pela 'Fúria', o zagueiro Bastoni 'furou' a interceptação e o camisa 11 balançou as redes de Donnarumma.

A Itália teve oportunidades para deixar tudo igual na reta final do primeiro tempo, mas Unai Simón fez boas defesas e contou com sorte em alguns lances para terminar a primeira etapa com vantagem no placar.

Banho de água fria

Aos 41 minutos do primeiro tempo, o capitão Bonucci tomou o segundo amarelo após uma entrada com o braço alto em Sergio Busquets e foi expulso. A primeira advertência foi por conta de reclamação.

Momentos antes de acabar a primeira etapa, Ferrán voltou a balanças as redes. Em mais uma jogada pelo lado esquerdo, o centroavante aproveitou o cruzamento e acertou o contrapé de Donnarumma, deixando a Espanha em uma vantagem positiva para o segundo tempo.

Tiki-Taka On!

Com um jogador a mais, a Espanha voltou para o segundo tempo sabendo administrar o resultado. Com isso, os jovens espanhóis usaram a vantagem no placar e numérica para tocar a bola e envolver os donos da casa.

Antes dos 40 minutos, a Itália 'botou fogo' no jogo com um gol de Pellegrini. Yeremi Pino recuou mal para Pau Torres, Chiesa armou o contra-ataque e deixou o amigo em condições fáceis de marcar. Mesmo com a pressão nos minutos finais, a Fúria conseguiu segurar o resultado e garantir a vaga na final.