PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Vice-artilheiro do Brasil mira Gabigol: "farei de tudo para passá-lo"

Joãozinho, do Nacional de Muriaé, está atrás apenas de Gabigol na lista de artilheiros do Brasil na temporada - Divulgação | Nacional-MG
Joãozinho, do Nacional de Muriaé, está atrás apenas de Gabigol na lista de artilheiros do Brasil na temporada Imagem: Divulgação | Nacional-MG

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Hulk? Fred? Jô? Diego Souza? Germán Cano? Afinal de contas, quem persegue Gabigol, do Flamengo, como artilheiro do Brasil na temporada? Para surpresa de muitos, o posto atualmente pertence a um jogador que está bem longe dos holofotes das estrelas do futebol brasileiro, e se encontra mais precisamente em Muriaé, a cerca de 312 km da capital Belo Horizonte. É na cidade que está sediado o Nacional Atlético Clube, equipe que disputa a Segundona de Minas Gerais e que conta com o atacante Joãozinho, de 27 anos. Ele soma 25 gols em 30 jogos em 2021.

Sem passagens por categorias de base no currículo, o artilheiro oriundo de Araras (SP) teve o início de carreira tardio, aos 18 anos, após a adolescência toda dedicada à várzea no interior de São Paulo. Com nove anos de profissional, nunca jogou por um clube de grande apelo no país, mas já rodou bastante, passando por times como Rio Claro, XV de Jaú, Linense, São Raimundo, CSA, e outros seis antes de chegar ao Nacional neste ano.

Com uma temporada "mágica", Joãozinho já havia obtido sucesso no primeiro semestre, quando foi artilheiro e campeão do Campeonato Sul-Mato-Grossense pelo Costa Rica, com a marca de 15 gols em 15 jogos. Agora, pelo time mineiro, são mais dez tentos em 15 partidas.

Sonhando alto, o atacante não se intimida nem mesmo com a maioria de jogos que fatalmente Gabigol terá no ano, e garante que fará de tudo para ultrapassar o atacante rubro-negro, que até o momento tem 27 gols.

"Ele tem mais da metade do Brasileiro, além da Libertadores e da Copa do Brasil. Com certeza vai ter mais jogos que eu, mas dependendo do meu futuro, vou tentar de tudo para ficar o mais próximo dele ou, quem sabe, ultrapassá-lo", declarou ao UOL Esporte.

Mesmo que não consiga, Joãozinho já vive um momento que, para ele, parece mais um sonho, "Acho que a ficha ainda não caiu deste ano. Quando você consegue estar na frente de jogadores como Fred, Diego Souza, Gilberto, entre outros, vê o trabalho que esta fazendo, fica um pouco orgulhoso e até espantado", acrescentou aos risos.

Acesso difícil e futuro indefinido

Joãozinho, do Nacional de Muriaé, é o vice-artilheiro do Brasil e diz que fará de tudo para alcançar Gabigol - Divulgação / Nacional-MG - Divulgação / Nacional-MG
Joãozinho, do Nacional de Muriaé, é o vice-artilheiro do Brasil e diz que fará de tudo para alcançar Gabigol
Imagem: Divulgação / Nacional-MG

Os planos de Joãozinho em seguir "cabeça à cabeça" com Gabigol enfrentam obstáculos atualmente. Seu clube, o Nacional, chega para a última rodada do Quadrangular Final da Segundona de Minas Gerais em situação difícil em termos de acesso. Com cinco pontos e no terceiro lugar, a equipe precisa vencer o eliminado Tupynambás e torcer para o vice-líder Villa Nova, que tem oito pontos, perder. Além disso, se faz necessário tirar uma diferença de saldo de gols que hoje é de três.

O contrato do atacante termina justamente com o fim do Estadual e, apesar de algumas sondagens, ainda não há nada concreto para que o jogador siga atuando na temporada.

"Meu objetivo é conquistar o acesso, procurar ser o artilheiro da competição e almejo chegar no exterior ou no Brasileiro da Série A. Jogador tem que ter sonhos, metas e buscar isso. Espero fazer esse belo ano e alcançá-las", frisou.

Fã de Bruno Henrique

Gabigol e Bruno Henrique comemoram gol do Flamengo durante partida contra o ABC, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2021. - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Joãozinho sonha em, um dia, atuar ao lado dos rubro-negros Gabigol e Bruno Henrique, de quem é fã
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Embora esteja na cola de Gabigol e seja admirador do futebol do artilheiro do Flamengo, Joãozinho é fã mesmo do companheiro de ataque do camisa 9 rubro-negro: Bruno Henrique.

"Eu gosto muito do futebol do Bruno Henrique. Me identifico com o estilo de jogo dele", declarou Joãozinho, dando detalhes de suas características: "Eu sempre fiz bastante gol, mesmo jogando pelas beiradas. Não sou centroavante. Quando falo que jogo pelas beiradas, muitos se espantam, mas sempre fiz muitos gols".

Sempre ambicioso, Joãozinho não esconde seu sonho de, um dia, atuar ao lado da dupla de goleadores do Rubro-Negro. "Todo jogador sonha jogar com os melhores. Meu sonho é, com certeza, jogar com o Bruno Henrique, o Gabigol", revelou.

Flamengo