PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Benfica de Jesus atropela e afunda nocauteado Barça em último na Champions

Benfica abre o placar com gol relâmpago contra o Barcelona na Liga dos Campeões - REUTERS
Benfica abre o placar com gol relâmpago contra o Barcelona na Liga dos Campeões Imagem: REUTERS

Do UOL, em São Paulo

29/09/2021 17h53

Classificação e Jogos

O Benfica venceu o Barcelona com propriedade na segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Jogando no Estádio da Luz, em Lisboa, os comandados de Jorge Jesus mostraram firmeza e fizeram 3 a 0 com dois gols de Darwin Núñez e um de Rafa Silva.

Os donos da casa se impuseram e souberam controlar a partida contra o time catalão. O destaque da partida foi o jovem uruguaio Darwin Núñez, de 22 anos e que balançou as redes duas vezes. A atuação conjunta do time português também chamou atenção, com boas atuações de Lucas Veríssimo e Gilberto.

Com o resultado, o Barça fica em uma situação complicada já na segunda rodada da competição. Os comandados de Ronald Koeman ainda não pontuaram na competição e amargam a lanterna do grupo E. O Bayern de Munique lidera com seis pontos, seguido do Benfica, com quatro e o Dínamo de Kiev, com apenas um.

O próximo desafio do clube catalão na Champions será diante do Dínamo de Kiev, em casa. Já o Benfica enfrentará o Bayern de Munique, em Portugal. Antes disso, os dois jogam por seus respectivos campeonatos locais.

Gol relâmpago

O Benfica levou os torcedores presentes no Estádio da Luz ao delírio com apenas dois minutos de jogo. Darwin Núñez recebeu lançamento na esquerda, pedalou para cima de Eric Garcia e bateu no canto direito de Ter Stegen.

Ainda na euforia do gol, os portugueses aproveitaram o bom momento. Com quatro minutos, Yaremchuk fez o arqueiro dos visitantes trabalhar novamente para evitar que o placar fosse ampliado.

Pressão para o Mister

Depois destes minutos de imposição do Benfica, o Barcelona começou a gostar mais do jogo. Pedri, Depay, Luuk de Jong e Frenkie de Jong levaram muito perigo às traves de Vlachodimos.

Na faixa dos 40 minutos, os visitantes tiveram 58% da posse de bola. Mas, o setor defensivo da equipe comandada por Jorge Jesus conseguiu superar a pressão e garantir o placar positivo na primeira etapa.

Sai 'vovô', entra o 'neto'

Koeman fez a primeira substituição com apenas 32 minutos do primeiro tempo. O escolhido para deixar os gramados foi o experiente Piqué. O zagueiro estava com amarelo devido a uma forte entrada em Yaremchuk.

Em seu lugar entrou o jovem de Gavi, de apenas 17 anos. A troca também foi uma saída do comandante holandês de deixar o time mais ofensivo, tendo em vista que trocou um defensor por um meio-campista.

Segundo tempo eletrizante

Na segunda etapa, as equipes saíram mais para o jogo. O Barcelona ainda teve um gol anulado por posição irregular. Mesmo com o bom momento dos visitantes, o Benfica ampliou o placar aos 23 minutos com Rafa Silva. O resultado fez com que os visitantes precisassem se arriscar ainda mais para evitar a derrota.

Com isso, o time de Jorge Jesus trabalhou com base no contra-ataque, o que levou ainda mais perigo para o setor defensivo dos comandados de Koeman. Aos 33, Darwin balançou as redes novamente, de pênalti. Com a situação complicada, o Barça ainda ficou com um a menos, Eric Garcia tomou o segundo amarelo e foi expulso.