PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Bruno Henrique repete a dose, Fla bate Barcelona e pega Palmeiras na final

Bruno Henrique comemora gol do Flamengo, com o goleiro Burrai ao fundo - Marcelo Cortes/CRF
Bruno Henrique comemora gol do Flamengo, com o goleiro Burrai ao fundo Imagem: Marcelo Cortes/CRF

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/09/2021 23h21

Classificação e Jogos

Em mais uma noite inspirada de Bruno Henrique, autor dos dois gols na vitória de hoje (29) por 2 a 0 sobre o Barcelona (EQU), no Estádio Monumental, em Guyaquil (EQU), o Flamengo repetiu o placar obtido no Maracanã e garantiu seu lugar na final da Libertadores. No dia 27 de novembro, o Rubro-Negro tenta o tri diante do Palmeiras, no Centenário, em Montevidéu.

Diante de um rival que não abriu mão de tentar jogar e que foi empurrado por sua torcida, o time de Renato Gaúcho foi cirúrgico para liquidar a fatura em bolas bem trabalhadas que resultaram nos gols do camisa 27.

Confirmado em mais uma decisão, o Fla volta suas atenções para o Brasileiro. No domingo (3), a equipe recebe o Athletico, às 16h, no Maracanã. O time hoje ocupa a quarta colocação, com 11 pontos e dois jogos a menos que o líder Atlético-MG

Bruno Henrique marca, Diego Alves salva
Bruno Henrique - Staff Images / CONMEBOL - Staff Images / CONMEBOL
Bruno Henrique festeja gol contra o Barcelona
Imagem: Staff Images / CONMEBOL

Os protagonistas rubro-negros na vitória do Maracanã deram as caras em Guayaquil. Mais uma vez em grande jornada, Diego Alves fez defesas difíceis e segurou novamente o Barcelona.

Já o atacante Bruno Henrique, autor de dois gols, foi a grande arma rubro-negra na partida. Incisivo pelo lado esquerdo, o camisa 27 foi a maior preocupação da equipe equatoriana, que tentou dobrar a marcação em cima do jogador. No lance do gol, escapou pelo meio e, como um "9", teve tranquilidade para driblar o goleiro e marcar. Ao seu lado, Bruno contou com atuação inspirada de Everton Ribeiro, o grande motorzinho da equipe.

Gabigol em noite apagada

Ao contrário da vitória no Maracanã, quando foi muito participativo, Gabigol teve uma noite mais apagada em Guayaquil. Pouco acionado, o camisa 9 ameaçou Burrai em apenas uma ocasião e passou em branco, embora tenha participado diretamente do lance do segundo gol. Mesmo que em noite não muito inspirada, o artilheiro se doou na marcação e não faltou entrega de sua parte.

Flamengo faz valer superioridade
Flamengo - Marcelo Cortes/CRF - Marcelo Cortes/CRF
Jogadores do Flamengo comemoram gol de Bruno Henrique
Imagem: Marcelo Cortes/CRF

O Flamengo deu algumas vaciladas na saída de bola, abusou em alguns momentos da ligação direta, mas fez valer sua superioridade técnica para garantir seu lugar na decisão. Quando o time optou por trabalhar melhor a bola, a equipe conseguiu sair bem da pressão e encontrou espaços para liquidar a fatura. Diante de um rival que não entregou os pontos, o Fla construiu a vitória na base do talento de seus jogadores.

Barcelona tenta na base do abafa

Os donos da casa não economizaram na vontade para tentar superar a desvantagem, mas o time teve certa dificuldade para trabalhar a bola com qualidade e apostou mais no "abafa" para tentar marcar. Pelo lado esquerdo, Pineida deu trabalho para Isla e Gustavo Henrique, mas os equatorianos esbarraram em suas limitações e no poderio ofensivo do adversário.

Baixa no início
David Luiz -  Pool via REUTERS -  Pool via REUTERS
David Luiz atuou poucos minutos em Guyaquil
Imagem: Pool via REUTERS

Logo aos 9 minutos do primeiro tempo, o zagueiro David Luiz levou a mão à coxa esquerda e foi substituído. Gustavo Henrique entrou em seu lugar e teve de cumprir a missão.

Cronologia

Aos 17 minutos do primeiro tempo, Everton Ribeiro achou ótimo passe para Bruno Henrique, que driblou Burrai e abriu a contagem. Aos 4 minutos do segundo tempo, o Fla saiu jogando desde a defesa, Gabigol tocou para Everton Ribeiro, que serviu Bruno Henrique para ampliar.

Noite de marcas
Renato Gaúcho - Staff Images / CONMEBOL - Staff Images / CONMEBOL
Renato Gaúcho durante Barcelona x Flamengo
Imagem: Staff Images / CONMEBOL

Com o resultado, o Fla igualou o Sporting Cristal, dono da maior série invicta da história da Libertadores. Na década de 1960, os peruanos ficaram 17 jogos sem derrotas. Já Renato venceu seu 50º jogo como técnico em Libertadores e se isolou como o mais vitorioso treinador no torneio. Ele estava empatado com o colombiano Gabriel Uribe.

Grana no bolso

Com a vaga, o Flamengo garantiu ao menos R$ 33 milhões, valor pago pela Conmebol ao vice-campeão da competição. O campeão fatura cerca de R$ 80 milhões.

Barcelona x Flamengo

Motivo: Semifinal da Copa Libertadores (volta)
Data e hora: 29/09/2021, às 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Monumental, em Guayaquil (EQU)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Cláudio Rios (CHI)
VAR: Julio Bascunãn (CHI)
Cartões amarelos: Andreas Pereira (FLA); León, Piñatares (BAR)
Cartões vermelhos:
Gols:
Bruno Henrique, aos 17 minutos do primeiro tempo; Bruno Henrique, aos 4 minutos do segundo tempo.

Barcelona: Burrai, Castillo, León, Riveros e Pineida; Carcelén (Perlaza), Piñatares (Oyola), Martínez e Preciado (Díaz); Garcés (Cortez) e Mastriani (López). Técnico: Fabián Bustos.

Flamengo: Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, David Luiz (Gustavo Henrique) e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Bruno Viana), Everton Ribeiro, Arrascaeta (Pedro) e Bruno Henrique (Michael); Gabigol. Técnico: Renato Gaúcho

Flamengo