PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Cruzeiro depende de uma arrancada aparentemente pouco provável

Do UOL, em São Paulo

28/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Cruzeiro perdeu de virada para o CSA em Belo Horizonte, no primeiro resultado negativo desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, e ficou a 13 pontos de distância do G4 da Série B, faltando 12 rodadas para o fim da competição. A situação deixou o clube com um risco grande de, mais uma vez, não conseguir o acesso para retornar à primeira divisão.

No podcast Posse de Bola #164, Mauro Cezar Pereira analisa a situação do Cruzeiro e ressalta que o clube precisaria de uma arrancada que é improvável para alcançar o acesso, lembrando que metade dos jogos disputados pelo time mineiro até agora na Série B terminaram empatados.

"Outra derrota do Cruzeiro, a primeira com o Luxemburgo. O time está empatando muito e agora perdeu, a distância é muito grande de fato. A campanha, você pegando campanhas de times em temporadas anteriores na Série B, que fizeram trajetórias parecidas a essa altura do campeonato com a mesma pontuação ou algo próximo, os times não subiram, e depende de uma arrancada, uma arrancada aparentemente pouco provável, para conseguir brigar pelo acesso", diz Mauro.

"A tendência é o Cruzeiro ficar mesmo na Série B. Só uma arrancada espetacular, e essa derrota é bem marcante, uma derrota para o CSA em casa —já vinha sofrendo bastante com o CRB desde o ano passado, Copa do Brasil, Série B—, e agora o outro time alagoano também apronta para cima do Cruzeiro, vencendo em Belo Horizonte. Foram dois jogos, inclusive, no estádio Independência, América-MG e Flamengo, e depois Cruzeiro e CSA pela segunda divisão, e com torcida. O Cruzeiro já vem jogando com torcida há algum tempo", completa.

O jornalista afirma que a situação do Cruzeiro serve de alerta para os torcedores de outros clubes que hoje não se preocupam com os problemas extracampo na gestão, o que levou o clube mineiro de títulos brasileiros e da Copa do Brasil ao estágio atual.

"Tudo o que acontece com o Cruzeiro é algo que todo torcedor, não só do Cruzeiro, mas de outros times, também deveriam olhar com muita atenção, porque é um roteiro dramático, previsível. Não faltou alerta e o resultado está aí. Isso pode acontecer por outros meios ou situações parecidas com outros clubes. Não é só um rebaixamento tipo, por exemplo, o Internacional caiu. Caiu e subiu, quase foi campeão, voltou à Libertadores, conseguiu se recompor, está lá tentando se organizar", diz Mauro.

"O caso do Cruzeiro é gravíssimo, não é só uma queda para a segunda divisão, é uma queda porque tudo ao redor, toda a estrutura apodreceu, então, o time caiu. O clube está em uma draga terrível. Os problemas são muitos e ainda assim é um dos elencos mais caros da Série B, mas não consegue montar time porque a crise é muito grande, a ansiedade, o desespero, e o jogo de ontem mostrou isso de novo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol