PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Gordura acumulada pelo Abel com os títulos parece que foi toda gasta

Do UOL, em São Paulo

27/09/2021 16h33

Classificação e Jogos

O Palmeiras perdeu o clássico diante do Corinthians a poucos dias de enfrentar o Atlético-MG na decisão por uma vaga na final da Libertadores e no momento em que o técnico Abel Ferreira tem o seu trabalho mais questionado até por parte dos torcedores pelo desempenho ruim contra times do G6 no Brasileirão, além da atuação no primeiro jogo da semifinal com o Galo, quando o time alviverde ficou no empate em 0 a 0 e pouco foi ao ataque.

No podcast Posse de Bola #164, Mauro Cezar Pereira afirma que o crédito de Abel Ferreira pelos títulos conquistados na Libertadores e na Copa do Brasil da temporada passada já se esgotaram e mesmo quem defendia incondicionalmente o treinador português já questiona o estágio atual do Palmeiras.

"É evidente que, embora seja o atual campeão, a gordura acumulada pelo Abel Ferreira com os títulos da Copa do Brasil e da Libertadores no começo do ano, ela me parece que foi toda já gasta, porque são muitos fracassos acumulados neste ano, muitas derrotas, ai para o jogo decisivo após perder para o Corinthians, o que sempre tem impacto", diz Mauro.

"Os questionamentos ao trabalho do Abel, que a gente faz aqui há muito tempo, desde o ano passado, agora até aqueles que querem defendê-lo incondicionalmente se veem obrigados a enxergar minimamente os problemas do time do Palmeiras, que não são poucos e muitas vezes eu acho que até de forma injusta acaba resvalando em cima da qualidade do elenco, que eu acho que é um elenco bom, mas que é treinado por um profissional que não consegue ir além disso", completa.

A crítica de Mauro Cezar não se direciona apenas a Abel Ferreira. O jornalista considera que mesmo Cuca no Atlético-MG e Renato Gaúcho no Flamengo não conseguem aproveitar o melhor que os elencos oferecem e aponta os empates recentes do Galo para ressaltar que o confronto com o Palmeiras está aberto, lembrando que um empate com gols classifica o atual campeão.

"O Atlético-MG empatou três dos seus últimos cinco jogos no Campeonato Brasileiro, não foi só no sábado, o Atlético-MG não tem vencido os jogos na sequência, depois daquela sequência de nove, dez jogos seguidos ganhando, agora tem perdido pontos, tem deixado pontos no caminho, o que o Palmeiras também faz e o Flamengo idem, então ele mantém ali uma liderança", diz Mauro.

"Estou dizendo isso porque se o Atlético-MG empata com o Bragantino, empata com o Fluminense e empata com o São Paulo, o Atlético-MG pode empatar com o Palmeiras também, ou seja, o Palmeiras está vivo na disputa, claro", completa.

O jornalista espera que o jogo do Mineirão tenha times com posturas diferentes das apresentadas no Allianz Parque e que o primeiro gol que sair em Belo Horizonte deve pautar como deverá ser a partida, embora não tenha grande expectativa por ambição por parte dos dois técnicos.

"Deve mudar um pouco, a não ser que fique um 0 a 0 se arrastando e os dois abraçados esperando a disputa de pênaltis. Acho pouco provável que isso aconteça pelo fato de o Atlético-MG jogar com torcida e tudo mais, mas o gol vai pautar o jogo, vai mudar e pode ser um jogo até interessante, emocionante, quem sabe, tomara que seja", afirma Mauro.

"Se dependesse da ambição dos técnicos, da estratégia, os caras ficam abraçados no 0 a 0 a vida inteira, preocupados em não perder. Acho que esse é o maior sinal de um técnico com muitas limitações, um técnico que tem um bom elenco em relação aos adversários, a grande maioria, e que entra em campo pensando em não perder, isso para mim resume tudo e é uma característica em comum dos dois que se enfrentam amanhã", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol