PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Corinthians está se montando para encarar qualquer time brasileiro

Do UOL, em São Paulo

27/09/2021 15h44

Classificação e Jogos

A vitória por 2 a 1 diante do Palmeiras no clássico da noite de sábado (25), pelo Brasileirão, teve o Corinthians pela primeira vez iniciando um jogo o quarteto formado por Giuliano, Renato Augusto, Willian e Roger Guedes, os reforços que foram contratados para a temporada na última janela de transferências, e a impressão deixada pela equipe comandada por Sylvinho foi boa.

No podcast Posse de Bola #164, Juca Kfouri afirma que ainda deverá levar um tempo para os ajustes, mas o Corinthians está preparando um time para poder enfrentar qualquer adversário do país, com uma perspectiva muito diferente da qual iniciou a temporada.

"O fato é que o Corinthians mostra que está montando um time para jogar contra qualquer time brasileiro e isso, de fato, muda o patamar do Corinthians indiscutivelmente. De um do trio ganhou sábado. Claro que o Corinthians não é melhor que o Flamengo e nem é melhor que o Atlético-MG, mas não irá para um jogo contra o Flamengo ou contra o Atlético-MG com a perspectiva a de ser goleado, vai ter jogo, contra qualquer time vai ter jogo", diz Juca.

"Pode virar um belíssimo time. Curto período, porque é um time já veterano, mas pode virar um belíssimo time, já deu mostras disso. Ainda falta entrosamento, ainda falta uma porção de cosias, falta um preparo físico melhor, o Corinthians à medida que o segundo tempo foi correndo, o time foi morrendo fisicamente, aí teve que fazer as substituições e o Palmeiras passou a ser melhor", completa.

Em relação ao clássico que marcou o fim de uma série de sete partidas sem vitórias do Corinthians no confronto, Juca também, considera que o time treinado por Sylvinho se aproveitou da dificuldade do rival em precisar propor o jogo, atuando com a bola, o que é considerado o maior problema dos comandados pelo português Abel Ferreira.

"O Corinthians teve também a fortuna de encontrar mais uma vez um Palmeiras que tem muita dificuldade em precisar jogar com a bola. Foi essa a proposta, principalmente a partir do momento em que perdia o jogo. Deu sorte de empatar no fim ao achar um gol no primeiro tempo, mas o fato é que até taticamente o Corinthians não foi inferior ao Palmeiras", diz Juca.

"O Palmeiras tem esse problema crônico dele de ter dificuldade em jogar com a bola, em não poder ficar esticando e fazendo lançamento direto", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol