PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: "Sylvinho montou um Corinthians bem corajoso contra o Palmeiras"

Do UOL, em São Paulo

26/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Pela primeira vez, Giuliano, Renato Augusto, Willian e Roger Guedes foram escalados como titulares do Corinthians. O quarteto começou o clássico deste sábado (25) contra o Palmeiras e se destacou na vitória por 2 a 1 na Neo Química Arena. A vitória dá um pouco mais de tranquilidade ao técnico Sylvinho, questionado pelo desempenho abaixo do esperado da equipe nas últimas partidas.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Mauro Cezar Pereira, Menon e Danilo Lavieri - os comentaristas analisaram a escolha de Sylvinho por escalar o quarteto de reforços e elogiaram a estratégia do treinador.

"O Sylvinho é um técnico muito questionado e eu o achava retranqueiro. Fiquei muito surpreendido com o que ele fez hoje. Colocou os quatro jogadores novos juntos e tirou o Jô. Quando vi que o Jô não ia jogar, achei que ele colocaria dois volantes. Que nada. Ele pôs o Gabriel Pereira. Havia cinco jogadores na frente de muita habilidade. Ele ainda botou o Cantillo, que tem bom passe e boa saída de bola. Fiquei muito impressionado. Ele montou um time bem corajoso, bem para a frente", comentou Menon.

Ganhar do rival trará dias de paz, mas não significa que o time está perfeito, como destacou Mauro. "Para o Corinthians, foi muito importante. Quebrou uma série de jogos sem vencer seu rival. Dá uma tranquilidade depois de empates melancólicos contra Juventude [1 a 1] e América-MG [1 a 1] em casa e fora contra o Atlético-GO [1 a 1], tomando pressão do time de Goiânia no fim da partida. Uma vitória sobre o Palmeiras traz uma série de vantagens, mas tem uma longa caminhada pela frente. O Corinthians tem muita coisa para ajustar", afirmou.

Lavieri chamou a atenção para um elemento essencial para o sucesso do quarteto de reforços corintianos: a preparação física. "O Corinthians tem uma perspectiva melhor se conseguir contar com Renato Augusto por 90 minutos. Há essa questão física, de colocá-los 100%, para que possam participar da parte defensiva do jogo sem a bola, sem comprometer tanto o Cantillo e a dupla de zaga. Perto do panorama que tínhamos no início do Brasileiro, que era lutar para não cair, isso não é mais uma realidade para o time do Sylvinho", avaliou

Para Menon, Sylvinho acertou ao não seguir uma postura cautelosa e tentar buscar uma solução mais ofensiva para o time. "Ele colocou o Gustavo Mosquito no lugar do Gabriel Pereira, mais um jogador ofensivo. Tirou um que jogava mais pelo meio para ter jogada pela ponta. Goste muto da atitude dele. Sempre acho que os treinadores são muito caretas", elogiou.

Mauro fez uma ressalva quanto à presença do quarteto em campo. "A grande questão do Corinthians é equilibrar esse time para reunir Willian, Giuliano, Renato Augusto, Roger Guedes, um desses meninos, que pode ser o Mosquito, eventualmente Jô, e fazer com que esse time trabalhe bem sem a bola. Hoje [ontem], o time estava em vantagem e se fechou, mas em outro cenário vai precisar que todo mundo participe mais sem a bola", completou o colunista, destacando que Sylvinho precisará ajustar essa parte combativa dos homens de frente para não sobrecarregar tanto o sistema defensivo da equipe.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol