PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Camilinha vê falhas na final, mas destaca trajetória "bonita" do Palmeiras

Camilinha controla a bola contra forte marcação de Tamires, do Corinthians, em derrota do Palmeiras na final - ANDRÉ ANSELMO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Camilinha controla a bola contra forte marcação de Tamires, do Corinthians, em derrota do Palmeiras na final Imagem: ANDRÉ ANSELMO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/09/2021 23h12

Classificação e Jogos

A meia Camilinha lamentou a derrota "dolorosa" do Palmeiras para o Corinthians na final do Brasileirão Feminino, e avaliou que a equipe pecou nos gols sofridos contra a equipe rival no Dérbi.

"É difícil, a derrota é sempre dolorosa. A gente deu nosso melhor, acho que pecamos nos três gols delas. A gente sabe que o Corintihans é forte. Se dermos um passe para trás errado ou deixar elas na cara do gol, elas vão matar. A gente errou e elas mataram o jogo", avaliou a autora do único gol alviverde na derrota por 3 a 1 para as alvinegras.

A equipe do Parque São Jorge abriu o placar aos 22 minutos de jogo, em gol contra de Agustina, após grande jogada de Adriana, que driblou a goleira Jully e chutou cruzado. Dez minutos depois, Adriana foi acionada pela direita e, livre, encheu o pé para ampliar o placar. O terceiro veio aos 37, quando Vic Albuquerque recebeu cruzamento com espaço e acertou uma linda bicicleta para marcar.

O Verdão diminuiu aos 28 da etapa final, quando Camilinha recebeu pela meia esquerda, venceu a marcação de três corintianas e chutou com força. A bola bateu no travessão e pingou dentro do gol, descontando para as visitantes.

Apesar de sair com o vice-campeonato, a palmeirense destacou a trajetória de seu clube nos últimos anos, em que subiu da Série A2 do Brasileiro em 2019, quando retomou a modalidade, chegou às semifinais do ano passado e, agora, ficou com o segundo lugar.

"Não fico feliz com o segundo lugar, queria ser campeã, mas a trajetória é muito bonita. Ano passado chegamos na semifinal, esse ano disputando título, do início do Palmeiras [até aqui] foi uma evolução gigante, não só do Palmeiras mas do futebol brasileiro. E estou feliz em ter essa medalha", concluiu Camilinha.

Em publicação no Twitter, o perfil da equipe feminina do Palmeiras também destacou o feito alviverde, apesar da derrota. "Fizemos história. O resultado não foi o esperado, mas muita coisa boa ainda está por vir. Que venha a Libertadores Feminina", escreveu o clube.

O título corintiano - após vantagem por 4 a 1 n o agregado - foi o terceiro do clube no Campeonato Brasileiro.

Futebol