PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians vence Palmeiras com dois de Roger Guedes e reage no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

25/09/2021 20h54

Classificação e Jogos

O Corinthians se aproveitou de um ex-jogador do Palmeiras para vencer o Dérbi de hoje (25), na Neo Química Arena, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Roger Guedes —um em cada tempo—, o Timão ganhou por 2 a 1 e se recuperou depois empatar nas últimas três rodadas. Gabriel Menino descontou para o Alviverde.

O atacante Roger Guedes foi o grande destaque do confronto. Ele começou a partida atuando como o jogador mais avançado no sistema ofensivo corintiano e deixou sua marca após uma linda triangulação envolvendo Renato Augusto e Willian. Na etapa final, quando a partida já se desenhava para a igualdade, ele anotou um golaço, já atuando pelo lado esquerdo do ataque. A essa altura, Jô havia entrado em lugar de Willian e era o centroavante de referência.

Com o resultado, o Corinthians se segura na sexta colocação por mais essa rodada, com 33 pontos, e se aproxima do G-4. O Fortaleza é o quarto colocado com os mesmos 33 pontos, mas superior no número de vitórias e com um jogo a menos. Entre eles está o Red Bull Bragantino, em quinto, com duas partidas a menos que o Timão. O Palmeiras, que vinha de vitória sobre a Chapecoense por 2 a 0, estaciona nos 38 pontos e está na vice-liderança.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Red Bull Bragantino em duelo que pode valer um lugar no G-4. A partida acontecerá no sábado (2), em Bragança Paulista. O Palmeiras jogará no dia seguinte, no Allianz Parque, contra o Juventude. Mas antes disso, o Verdão encara o Atlético-MG, na terça-feira (28), pela semifinal da Copa Libertadores da América. Como empatou sem gols a partida de ida, o time de Abel Ferreira precisa ganhar no Mineirão para ir à decisão.

Abel faz trocas no Palmeiras

De olho na partida contra o Atlético-MG, pela semifinal da Copa Libertadores da América, o técnico Abel Ferreira promoveu algumas mudanças para preservar o elenco do Palmeiras. Felipe Melo, Zé Rafael, Rony e Raphael Veiga não começaram o Dérbi. O Verdão voltou a apostar em uma formação com três zagueiros, sendo Renan o escolhido para atuar pelo lado esquerdo da defesa. Detalhe para a promoção dos "porquinhos" Gabriel Menino e Patrick de Paula ao time titular.

A primeira vez do quarteto

Sendo um dos clubes que mais se reforçaram no Brasileirão, faltava ao Corinthians colocar todo seu poderio junto em jogo. E isso aconteceu diante do Palmeiras, com a entrada de Renato Augusto em lugar de Jô. Sem o centroavante de referência, coube a Roger Guedes atuar mais avançado. Willian e Giuliano foram as outras peças importantes do setor ofensivo do Timão.

Lei do ex funciona

A presença de seus medalhões foi decisiva para o Corinthians abrir o placar na Neo Química Arena. O primeiro gol, aos 20 minutos do primeiro tempo, teve a participação de três de seus principais reforços e terminou com a aplicação da lei do ex em uma conclusão perfeita de Roger Guedes. A jogada começou com Renato Augusto, que ganhou dividida de Luan na ponta esquerda. Ele fez o cruzamento para Giuliano, que ajeitou de primeira para Roger Guedes chutar cruzado e marcar.

Roger Guedes abre o placar para o Corinthians no clássico com o Palmeiras

Gols UOL Esporte

VAR anula pintura em contragolpe

Com um fim de primeiro tempo bastante movimentado, o Corinthians ficou perto de aumentar a diferença. Em um contra-ataque armado por Willian, ele passou fácil por Patrick de Paula e aproveitou a defesa do Palmeiras desguarnecida para acionar Roger Guedes pelo lado esquerdo. O ex-palmeirense deu um corte em um adversário e chutou no canto direito de Weverton. A jogada, porém, foi invalidada por impedimento.

Empate inesperado do Verdão

A essa altura, a derrota por um placar magro já era vantajoso para o Palmeiras. Mas a situação ficou ainda melhor em uma jogada casual que terminou com o empate do Verdão. Após cobrança de escanteio, Cantillo afastou mal a bola, e ela sobrou para Gabriel Menino emendar para o gol. Na trajetória, a bola desviou na perna de Roger Guedes e enganou Cássio, culminando com o empate por 1 a 1 aos 46 minutos.

Gabriel Menino empata para o Palmeiras no clássico com o Corinthians; veja

Gols UOL Esporte

Defesa palmeirense sofre nos pés de GP

O primeiro tempo apresentou um bom nível de futebol. Precisando ganhar, o Corinthians foi mais incisivo no ataque e se aproveitou de falhas da defesa palmeirense nas laterais. O Timão contou com a criatividade de seu quarteto de medalhões para sair na frente e ter outras chances para marcar. E ainda com jornada inspirada de Gabriel Pereira. Ele foi a principal peça de escape pelo lado direito do ataque, tomando para si o protagonismo do clássico.

Palmeiras se reforça para o segundo tempo

Ao conseguir o empate no fim do primeiro tempo, o Palmeiras voltou mais reforçado para os 45 minutos finais. Com a entrada de Zé Rafael no lugar de Patrick de Paula, que já havia recebido cartão amarelo, o Verdão subiu a marcação e impediu que o adversário progredisse com liberdade para o campo ofensivo. A estratégia deu certo, já que ofereceu poucas oportunidades ao Corinthians. Mas, ao mesmo tempo, o time de Abel Ferreira demorou para chegar ao gol de Cássio.

Melhores chances saem com Willian

Em seu segundo jogo no retorno ao Corinthians, Willian foi uma das peças de destaque no segundo tempo. O armador quase marcou em uma jogada individual, logo aos 5 minutos. Ele costurou pela esquerda e, ao invadir a área, fez o corte em um defensor e chutou no canto direito de Weverton. A bola ainda bateu levemente na trave antes de sair. Aos 28 minutos, também saiu dos pés dele a melhor chance para o segundo gol. Ele avançou pelo meio-campo e acionou Gustavo Mosquito em velocidade. O ponteiro, que havia entrado em lugar de Gabriel Pereira, dominou e emendou um forte chute para boa defesa de Weverton.

Bola parada salva o Verdão

Em um segundo tempo de pouca imaginação, o Palmeiras contou com jogadas aéreas para tentar a virada em Itaquera. E quase conseguiu em lances consecutivos. Aos 35 minutos, Luan aproveitou desvio na primeira trave e mandou por cima. Dois minutos depois, Gabriel Veron pegou rebote de cruzamento da esquerda, bateu de primeira e acertou a trave direita.

Roger Guedes decide com segundo gol

O Dérbi parecia caminhar para o empate na Neo Química Arena. Mas a técnica de Roger Guedes voltou a decidir a favor do Corinthians. Vitinho iniciou a jogada pelo meio-campo e acionou o atacante do lado esquerdo. Ele partiu para cima da defesa alviverde, deu um leve corte e emendou um chute perfeito, acertando o ângulo esquerdo de Weverton aos 38 minutos.

Roger Guedes bate cruzado para fazer o segundo gol na vitória do Corinthians

Gols UOL Esporte

Último Dérbi sem torcida

O Dérbi deste sábado foi o último disputado com portões fechados em respeito às normas sanitárias por causa da pandemia do novo coronavírus. Curiosamente Corinthians e Palmeiras também fizeram um dos primeiros jogos sob essas novas regras. Na ocasião, em julho de 2020, o Timão ganhou por 1 a 0, na Neo Química Arena, o jogo válido pela primeira fase do Campeonato Paulista de 2020. Nesses 15 meses, o Dérbi foi disputado nove vezes, com duas vitórias do Corinthians, quatro empates e três vitórias do Palmeiras. O Verdão também levou vantagem em mata-matas ao ganhar a final do Estadual de 2020 e a semifinal do Estadual de 2021.

Ficha técnica

Corinthians 2 x 1 Palmeiras
Motivo:
22ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 25 de setembro de 2021 (sábado)
Horário: 19 horas (de Brasília)
Local: Neo Química Arena, em São Paulo
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Fagner (Corinthians); Patrick de Paula (Palmeiras)
Gols: Roger Guedes, aos 20min do primeiro tempo e aos 38min do segundo tempo (Corinthians); Gabriel Menino, aos 46min do primeiro tempo (Palmeiras)

Corinthians: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Vitinho), Giuliano, Renato Augusto (Du Queiroz), Willian (Jô) e Gabriel Pereira (Gustavo Mosquito); Roger Guedes. Técnico: Sylvinho.

Palmeiras: Weverton; Gustavo Gómez, Luan e Renan; Gabriel Menino, Patrick de Paula (Zé Rafael), Danilo, Gustavo Scarpa, Dudu (Willian) e Wesley (Gabriel Veron); Luiz Adriano (Deyverson). Técnico: Abel Ferreira.

Futebol