PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arnaldo: Seria estupidez o São Paulo trocar o técnico com menos de um ano

Do UOL, em São Paulo

25/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

O São Paulo empatou no Morumbi com o América-MG pelo Brasileirão na última quarta-feira (22) em um jogo com atuação ruim. O resultado não tendo sido pior devido a intervenções importante do goleiro Tiago Volpi, situação que tornou o técnico Hernán Crespo alvo de críticas em um tom que não havia ocorrido ainda. Nesta temporada, ele levou o clube ao título paulista, mas passou por eliminações para o Palmeiras na Libertadores e para o Fortaleza na Copa do Brasil.

No podcast Posse de Bola #163, Arnaldo Ribeiro afirma que é natural que o treinador seja cobrado devido ao desempenho ruim do time diante do América-MG e toda a situação do time, que não consegue uma sequência para se afastar definitivamente da zona de rebaixamento e se aproximar da faixa de classificação para a Libertadores. Mas trocar o técnico é algo fora de cogitação na opinião do jornalista.

"Sendo a pior partida, acho que técnica e taticamente falando da Era Crespo, é natural que respingue nele, sim. Agora, existe uma distinção gigante entre trocar o treinador no cenário, trocar um treinador promissor, que já foi campeão, que tem um repertório, que mostrou já jogar em mais de um sistema e tudo mais, trocar o treinador a essa altura do que, digamos, enquadrar o treinador, debater com o treinador os problemas do time, resolver os problemas do time junto ao treinador", diz Arnaldo.

"Eu acho que os debates do São Paulo sobre o momento do time, a péssima atuação, o dilema entre G6 e Z4, aquela coisa da zona intermediária, elas contemplam, sim, a discussão sobre o trabalho atual do Crespo, agora em uma frente única. Mas, para mim, é muito distante de cogitar troca de treinador. Para mim, seria uma grande estupidez se o São Paulo trocasse o seu treinador nesse momento antes de completar um ano de trabalho", completa.

Pelo todo da temporada, Arnaldo considera que o treinador é um dos menores problemas do São Paulo, que tem questões como a quantidade de jogadores no departamento médico e o elenco desequilibrado.

"O elenco, que é todo meio disforme. O São Paulo do Crespo foi salvo na primeira etapa do trabalho e ganhou um título muito na base do suor dos garotos de Cotia. Não foi o Daniel Alves. O Daniel Alves não jogou final de Paulista, foi Luan, Liziero, Igor Gomes, Sara, esses caras jovens que estão em má fase nesse momento, salvo o Luan. Essas coisas de oscilar os garotos, assim como os garotos do Palmeiras, não dá para depender dos garotos, é natural que oscilem", diz Arnaldo.

"Eu vejo como alternativa uma discussão mais profunda, diretiva, comissão técnica, inclusive, a questão do departamento médico, preparação física, ninguém tem nota alta no São Paulo esse ano. O técnico, acho que tem uma das notas melhorzinhas até agora. A estrutura do São Paulo, a conjuntura completa, incluindo vários jogadores que não responderam depois de contratados por um bom dinheiro também estão nesse pacotão todo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol