PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Flu perde menos pontos com Marcão, mas falhas na defesa complicam por G6

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/09/2021 11h00

Classificação e Jogos

Eliminado nas competições de mata-mata, o Fluminense tem apenas o Brasileirão em disputa em 2021. Com foco total na competição, o objetivo é voltar a Libertadores. Apesar de perder menos pontos com Marcão, entretanto, as falhas da defesa, como no empate com o Cuiabá, complicam a disputa pelo G-6.

O Tricolor, na verdade, nem sequer foi derrotado ainda no Campeonato Brasileiro sob o comando do treinador. Com três vitórias e três derrotas nos seis jogos que disputou, a equipe deixou apenas seis pontos pelo caminho, e entrou de vez na briga por uma vaga na Libertadores.

Os erros individuais, entretanto, custaram a vitória na Arena Pantanal que deixariam o Flu já na sexta posição e dentro da zona de classificação para a competição continental. Nos últimos 15 jogos, o Flu só saiu de campo sem tomar gol por três vezes, mostrando que as falhas são repetidas e atrapalham muito o desempenho.

Marcão mexeu mal no Fluminense e viu sua equipe repetir erros na defesa - Gil Gomes/Gil Gomes/AGIF - Gil Gomes/Gil Gomes/AGIF
Marcão mexeu mal no Fluminense e viu sua equipe repetir erros na defesa
Imagem: Gil Gomes/Gil Gomes/AGIF

Marcão, desta vez, também tem sua parcela de culpa — assim como o VAR, que anulou gol de Nonato em decisão duvidosa —. já que mexeu mal na equipe ao preterir Arias e John Kennedy, que melhoraram a equipe no pouco tempo que tiveram, a Lucca e Cazares, primeiras opções de substituição que nada acrescentaram com mais minutos em campo. Em sua coletiva, chamou os erros da defesa de "detalhes".

"Sabíamos que eles jogam muito a bola dentro da área, a gente tinha que fechar o nosso funil, e os detalhes hoje jogaram contra. Fomos, sim, imprudentes em um primeiro momento, estava com jogo controlado. É conversar, trabalhar esses detalhes que aconteceram, o gol que aconteceu, corrigir durante a semana para que não aconteça. Para quando a gente fizer o gol, que é difícil, consiga controlar o jogo, jogar no campo adversário", disse.

Não satisfeito com o pênalti infantil que cometeu e gerou o primeiro gol do Cuiabá, Samuel Xavier ainda virou as costas para a bola no lance do empate. Em queda técnica, o lateral sente a sombra de Calegari, que foi bem na vitória contra o São Paulo. O Fluminense também busca a contratação de Daniel Alves para a posição.

Mal no Fluminense Samuel Xavier cometeu pênalti infantil e depois falhou no gol de empate do Cuiabá - GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO - GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO
Mal no Fluminense Samuel Xavier cometeu pênalti infantil e depois falhou no gol de empate do Cuiabá
Imagem: GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO

A lateral-direita, entretanto, esteve longe de ser o único problema do Flu contra o Cuiabá. Sem André, a equipe teve dificuldades para marcar na entrada da área, dificultando a vida de Nino e Luccas Claro. Martinelli, mais uma vez, não repetiu suas melhores atuações, e apesar de Nonato e Yago terem jogado bem, a equipe se ressentiu de mais pegada para bloquear os avanços do adversário.

Com a defesa mal, o Tricolor tem tido dificuldades para confirmar os resultados sem sofrer sustos. Marcão terá a semana livre de treinos para corrigir os erros antes da próxima rodada, quando o Fluminense recebe o Red Bull Bragantino, no domingo (26), às 16h, no Maracanã.

Ataque volta a corresponder

Apesar do resultado aquém do esperado, o Fluminense também teve bons momentos na Arena Pantanal. Muito por conta da grande atuação de Luiz Henrique, que vive fase artilheira. O jovem de 20 anos ganhou fôlego com Marcão, e o ataque voltou a corresponder.

Luiz Henrique e Bobadilla tem feito gols para o Fluminense no Brasileirão - GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO - GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO
Luiz Henrique e Bobadilla tem feito gols para o Fluminense no Brasileirão
Imagem: GUSTAVO FARINACIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Além do moleque de Xerém, que também vem bem é Raúl Bobadilla, que marcou três gols nas últimas três partidas que disputou como titular. O argentino naturalizado paraguaio tem sido um bom reserva para Fred, não só pelas bolas na rede mas também por reter a bola no ataque. Com ele em campo fazendo bons pivôs, inclusive, o Flu tem produzido mais no ataque.

Contra o Cuiabá, foram 12 finalizações, mas diferente do habitual, a maioria em jogadas trabalhadas. Seria ainda melhor não fosse a polêmica anulação do gol de Nonato, em bela jogada pelo lado esquerdo.

Fluminense