PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CBF manterá estaduais com 16 datas em 2022; calendário sai em outubro

Gabigol toca a taça do Campeonato Carioca 2021 antes do jogo - Alexandre Vidal/Flamengo
Gabigol toca a taça do Campeonato Carioca 2021 antes do jogo Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/09/2021 04h00

A CBF planeja publicar o calendário do futebol brasileiro para 2022 no começo de outubro, mas o desenho já feito pela entidade mantém os campeonatos estaduais com 16 datas para a próxima temporada.

A formatação do calendário será peculiar porque a Copa do Mundo, pela primeira vez na história, será entre novembro e dezembro, já que acontecerá no inverno do Qatar. A CBF terá que encerrar o Brasileirão bem mais cedo do que o normal, provavelmente no começo de novembro, para que os jogadores sejam liberados para as seleções. A final da Libertadores será em 29 de outubro.

Em relação aos estaduais, a manutenção das 16 datas é uma notícia que agrada as federações estaduais e os clubes que enxergam nos estaduais uma fonte de renda relevante para o primeiro trimestre. Tanto em São Paulo quanto no Rio há um processo de negociação contratual dos direitos de transmissão. O Carioca, no entanto, já foi disputado em 15 datas em 2021 — formato que será mantido para 2022 — com direitos já vendidos à Record para TV aberta. O pay-per-view está em negociação e a Globo está no páreo.

A manutenção do tamanho dos estaduais dificulta a pausa em datas Fifa. Em 2022, a Conmebol, inclusive, agendou junto à Fifa jogos das Eliminatórias no fim de janeiro para compensar a defasagem causada pela pandemia. Há partidas ainda em março pela fase classificatória ao Mundial.

A diretoria da CBF costuma argumentar que monta o calendário pensando nos contratos que os clubes assinaram, mas, estatutariamente, é prerrogativa exclusiva da entidade direcionar o cronograma de partidas para a temporada.

Futebol