PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diretor da Anvisa diz que Flamengo e Corinthians não tiveram cuidado

Do UOL, em São Paulo

19/09/2021 04h00

Corinthians e Flamengo contrataram reforços da Premier League, com Willian retornando ao clube que o revelou, enquanto Andreas Pereira chegou à Gávea por empréstimo do Manchester United, sendo que nos casos dos dois clubes os jogadores deixaram de cumprir quarentena por terem chegado direto da Inglaterra, país que está na lista de restrição do governo brasileiro por questões sanitárias relacionadas à pandemia. Por isso, foram notificados, sendo que o corintiano foi impedido de jogar contra o Atlético-GO para respeitar o período de isolamento.

Em entrevista a Mauro Cezar Pereira no programa Dividida, do Canal UOL, Alex Campos, diretor da Anvisa, avalia se os clubes têm algum tipo de culpa pelas situações de Willian e Andreas Pereira e os exime, apontando que o erro foi cometido pelos atletas, mas cobra maior atenção, ainda mais com o fato de Corinthians e Flamengo serem os dois clubes mais populares do país.

"Não tenho dúvida que a gente tem uma cadeia de responsabilidades, não há dúvida, eu falei aqui do pecado original, o pecado original foi do Willian e do Andreas, eles assinaram dois documentos, assinaram um na origem, antes de embarcar, depois chegaram e foram abordados pela Anvisa, assinaram um termo de controle sanitário, aí sim assinaram de próprio punho, dizendo que iriam fazer o isolamento. Agora, uma Pessoa Jurídica, uma empresa uma instituição desportiva, alguém que, trago um exemplo, você é empresário, tem um negócio, você zela pela imagem do seu negócio, você zela pela imagem da sua marca, e você não fiscaliza?", questiona.

"Você não está atento que isso pode implicar a imagem da marca ou a imagem daquela organização? Aliás, estamos falando das maiores organizações do desporto brasileiro. Então é assim, eu não estou dizendo nem que a culpa é exatamente desses clubes de futebol, mas eu acho que todo mundo tem uma parte nisso, porque a gente está falando de uma pandemia", completa.

O diretor explica que ambos os jogadores terão de responder a processo administrativo, cita os cuidados de delegações olímpicas em relação a doping de atletas e espera uma participação mais efetiva dos clubes para que não ocorram novos casos como os dos dois atletas que foram notificados pela Anvisa por descumprirem medida sanitária.

"O pecado original foi cometido pelos jogadores, a culpa é deles, eles que vão responder processo administrativo sanitário, eles que vão responder à Polícia Federal, agora, eu lamento que os times de futebol, sabendo desses protocolos rigorosos e dos embates que nós estamos vivendo, não estão atentos ao cumprimento das regras pelos seus jogadores", afirma Campos.

"Todo mundo tem que participar, acho que atribuir a culpa ao time é demais, mas dizer que eles não poderiam ter participado desse processo também seria muito ingênuo", conclui.

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão em vídeo pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube. Você também pode ouvir o Dividida no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music.

Futebol