PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Vasco pretende atingir 50% da capacidade de São Januário contra Coritiba

Vasco x Cruzeiro terá limite de mil torcedores em São Januário: ideia da diretoria é aumentar gradualmente o público - Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Vasco x Cruzeiro terá limite de mil torcedores em São Januário: ideia da diretoria é aumentar gradualmente o público Imagem: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Com o aval das autoridades e dos clubes, o Vasco voltará a ter público em São Januário após um ano e meio na partida de amanhã (19), contra o Cruzeiro, pela Série B. O decisivo duelo diante dos mineiros, porém, será reduzido a apenas mil ingressos por medida de precaução da diretoria. A intenção do Cruzmaltino, porém, é que no jogo contra o Coritiba, pela 30ª rodada, já se atinja 50% da capacidade do estádio, o limite estabelecido em decreto pela Prefeitura do Rio de Janeiro ontem (17).

Os dirigentes vascaínos optaram por fazer uma volta gradual do torcedor, classificando o confronto contra o Cruzeiro como um "evento-teste". Com isso, caso tudo ocorra de forma positiva e com aprovação das autoridades, a carga de ingressos já aumentará para 8 mil diante do Goiás, dia 27 de setembro, na 27ª rodada, e para 11 mil contra o Coritiba, que equivalerá aos 50% determinados pela Secretaria de Saúde. A data da partida com os paranaenses ainda não foi definida pela CBF.

O Vasco preferiu colocar apenas mil ingressos disponíveis no jogo contra o Cruzeiro para se adaptar aos rígidos protocolos sanitários exigidos pela Prefeitura, e que serão semelhantes aos aplicados na partida entre Flamengo e Grêmio, na última quarta-feira (15), pelas quartas de final da Copa do Brasil, no Maracanã.

Dentre os detalhes, o torcedor que adquirir o bilhete terá que realizar um teste PCR de covid-19 e assinar um termo se comprometendo a ceder os dados de seu exame para o Vasco e à Prefeitura. O CPF do torcedor será monitorado por 14 dias pela Secretaria de Saúde e, caso contraia o vírus, seu quadro será contabilizado nos gráficos comparativos e de monitoramento que serão feitos para avaliar estes "eventos-testes".

Ao UOL Esporte, um dirigente vascaíno alegou que a ideia é "receber uma nota 10 agora para não correr o risco de ficar sem torcida nos demais jogos".

Promessa de redução dos preços

Outro ponto que gerou bastante debate e muita crítica nas redes sociais foi em relação ao preço do ingresso estabelecido para a partida contra o Cruzeiro. Cada uma das mil entradas sairá a R$ 250 (inteira). Porém, como a venda está restrita aos sócios, os benefícios de cada plano estão em vigor.

No programa de sócios vascaíno, há categorias que garantem ingressos grátis, com 70% e 50% de desconto (este último é a maioria).

A promessa da diretoria é a de que nas próximas partidas, com a carga de bilhetes multiplicada, o valor terá uma redução, principalmente pelo fato de que a arquibancada estará liberada.

Na partida diante do Cruzeiro, somente a parte inferior do setor social estará aberto e com respeito ao espaçamento entre os assentos.

Vasco