PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Federação italiana investiga supostos atos racistas da torcida da Lazio

Tiemoue Bakayoko, do Milan, em campo contra a Lazio - Giuseppe Cottini/NurPhoto via Getty Images
Tiemoue Bakayoko, do Milan, em campo contra a Lazio Imagem: Giuseppe Cottini/NurPhoto via Getty Images

Colaboração para o UOL

18/09/2021 14h39

Promotores da Federação Italiana de Futebol abriram investigação sobre supostos atos racistas da torcida da Lazio contra os jogadores do Milan, Franck Kessié e Tiemoué Bakayoko. Os cantos discriminatórios contra os dois teriam acontecido durante partida entre Lazio e Milan na última semana.

Ontem, o Milan entrou com uma reclamação oficial em defesa de seus atletas. Segundo a Federação, a promotoria já entrou em contato com a polícia de Milão para obter vídeos da partida.

"O Ministério Público Federal abriu uma investigação contra a SS Lazio após a denúncia do AC Milan por gritos discriminatórios da torcida do Biancocelesti contra o jogador Bakayoko durante a partida Milan x Lazio no último dia 12 de setembro", disse a nota da federação italiana.

No último domingo, após a partida vencida pelo Milan pelo placar de 2 a 0, Bakayoko denunciou pelo Instagram ofensas racistas vindas da torcida adversária.

"Para alguns torcedores da Lazio e seus cantos racistas contra mim e meu irmão Franck Kessié, nós somos fortes e temos orgulho da cor da nossa pele", disse o jogador na publicação. "Tenho toda a confiança no meu clube de que vão identificar quem são eles", concluiu.

Esporte