PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arnaldo: Pela primeira vez, Crespo se vê contestado pelo que o time não fez

Do UOL, em São Paulo

18/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

O São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil pelo Fortaleza e restou para a temporada o Campeonato Brasileiro, competição na qual o clube se encontra na 16ª posição, apenas um ponto acima do América-MG, que hoje abre a zona de rebaixamento. Além da questão de Daniel Alves, agora definida com a rescisão de contrato, o clube precisa de recuperação dentro de campo.

No podcast Posse de Bola #161, Arnaldo Ribeiro analisa o momento do técnico Hernán Crespo e considera que o argentino está sendo questionado pela primeira vez desde a chegada ao clube, embora internamente o clube tenha como objetivo uma vaga na Libertadores, que seria um êxito somada ao título paulista no que se considera uma temporada de reconstrução.

"Quem falou em Libertadores foi o Crespo, mais do que a diretoria, porque pela primeira vez o Crespo acho que se vê questionado, contestado, pelo que o time não fez em Fortaleza. Foi engolido em todos os aspectos, táticos, físicos, técnicos, anímicos, e o treinador desta vez com responsabilidade direta em tudo o que aconteceu. Ele oi, digamos, jantado pelo Vojvoda, seu colega, que aliás, costuma levar vantagem nos confrontos entre eles", diz Arnaldo.

"Crespo e diretoria falam muito em um ano de reconstrução para que 2022 seja melhor, e já se julgam vencedores por conta do Paulista, e avaliação geral do técnico e da diretoria é que se o time for para a Libertadores, via G8, e contando com o título paulista, o ano de reconstrução será bem-sucedido, essa é a ideia", completa.

O jornalista afirma que a maior probabilidade é que o Tricolor paulista tenha mais saídas do que chegadas para o ano de 2022 após investimentos acima da capacidade financeira do clube nos últimos anos.

"Agora, o ano de 2022 promete ser um ano de menos investimento para o São Paulo e de mais saídas do que entradas, acho que o Daniel Alves é apenas a primeira das grandes saídas, mais gente vai sair, não tão graúdas, digamos assim, mas porque o São Paulo não comporta o time que montou, simplesmente isso, desde a diretoria passada", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol