PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ronaldo: 'Copa do Mundo a cada dois anos pensa no bem-estar dos jogadores'

Ronaldo, o Fenômeno, na cerimônia de premiação da Fifa - Claudio Villa/Getty Images
Ronaldo, o Fenômeno, na cerimônia de premiação da Fifa Imagem: Claudio Villa/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/09/2021 17h45

Ronaldo Fenômeno voltou a falar sobre a possibilidade da Fifa em realizar a Copa do Mundo de dois em dois anos. Em seu ponto de vista, o pentacampeão com a seleção brasileira disse que a escolha pensa no bem-estar dos profissionais envolvidos.

"O novo calendário Fifa traria: menos viagens, menos amistosos e mais jogos importantes para as seleções. Finalmente estão pensando no bem-estar dos atletas e protegendo sua saúde, reduzindo o número de jogos ao invés de aumentar", disse ele, em seus Stories no Instagram.

Ainda no assunto, o Fenômeno usou alguns exemplos de competições esportivas que acontecem todos os anos e não perdem o prestígio, devido à periodicidade.

"A Copa do Mundo nunca vai deixar de ser o mais espetáculo de futebol do mundo. Ali estão os melhores do mundo, na mais alta qualidade. Quanto mais pudermos viver esse momento, melhor. Os Grand Slams de tênis, o Superbowl ou a Champions League são o grande exemplo de que o prestígio dos torneios não está vinculado a periodicidade deles", enfatizou.

Esta não é a primeira vez que o ex-jogador entra no assunto. Recentemente, após uma reunião com a Fifa, ele postou nas redes sociais: "Nesta semana, no Catar, trocamos ideias com a Fifa a respeito do calendário de partidas internacionais. O formato atual tem quase 100 anos e uma Copa do Mundo a cada dois anos seria uma grande oportunidade para evoluirmos."

O projeto:

O Projeto da Fifa para jogar a Copa do Mundo a cada dois anos vem sendo debatido pelos dirigentes da entidade mandatária do futebol há algum tempo e nos últimos meses avançou em reuniões e congressos. O ex-camisa 9 da seleção brasileira participou de um desses encontros e, em post no Instagram hoje, aparece um entusiasta da ideia polêmica, que divide opiniões de jogadores, treinadores, dirigentes e jornalistas por todo o mundo.

Ronaldo, que atualmente é presidente do Real Valladolid, da Espanha, compareceu a uma reunião com a Fifa no Catar, sede da próxima Copa do Mundo, junto com outros ex-atletas e dirigentes do futebol mundial.

Futebol