PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG pode ter em 2021 melhor temporada da história; veja comparação

Hulk comemora gol do Atlético-MG contra o Fluminense na Copa do Brasil - JOÃO BARROCA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Hulk comemora gol do Atlético-MG contra o Fluminense na Copa do Brasil Imagem: JOÃO BARROCA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

17/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Os números do Atlético-MG na atual temporada são impressionantes. Em 50 partidas disputadas, o time mineiro acumula 35 vitórias, 9 empates e apenas 6 derrotas. Ao todo, o Alvinegro marcou 85 gols e sofreu 28. Exibindo excelência em todas as competições, o Galo pode ter a melhor temporada de seus 113 anos de vida. Porém, como "Galo escaldado também tem medo de água fria", os torcedores preferem aguardar a conquista de pelo menos um dos canecos em disputa para fazer a festa.

Campeão mineiro, o time comandado por Cuca tem a possibilidade real de conquistar três grandes títulos em 2021: Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

No torneio de clubes mais importante da América do Sul, o Atlético-MG terminou a primeira fase com a melhor campanha geral e, nas oitavas e nas quartas, despachou os gigantes Boca Juniors e River Plate, ambos da Argentina. Agora, nas semifinais, terá pela frente o Palmeiras, atual campeão.

Na Copa do Brasil, o time também é semifinalista. Deixando para trás Remo, Bahia e Fluminense, o Galo encara o Fortaleza com pouco mais de R$ 15 milhões garantidos em caixa e, pelo elenco, com favoritismo sobre o Leão do Pici.

Já no Campeonato Brasileiro, competição a qual não vence desde 1971, o time de Hulk, Diego Costa e companhia tenta evitar que o jejum complete 50 anos. Com 42 pontos conquistados, tem boa vantagem na liderança sobre o vice-líder Palmeiras (sete pontos), embora o Flamengo ainda desponte como ameaça —o Rubro-Negro está hoje a oito pontos, mas com dois jogos a menos.

Comparação com anos mágicos

Se compararmos o rendimento do Atlético-MG em 2021 com os anos em que levantou os canecos da Libertadores e da Copa do Brasil, é fácil enxergar que nunca o clube esteve tão próximo de ser campeão nas principais competições numa mesma temporada.

Em 2013, quando conquistou a América pela primeira vez, o time acabou eliminado nas oitavas do torneio nacional e findou o Brasileirão na oitava posição.

Em 2014, quando deu a volta olímpica na Copa do Brasil, após derrotar o rival Cruzeiro na final, o time terminou o Brasileirão na quinta colocação, vendo a Raposa ficar com o troféu. Na Libertadores, o time de Levir Culpi acabou eliminado pelo Atlético Nacional, da Colômbia, nas oitavas.

Contudo, apesar de ser o grande destaque na temporada, o Alvinegro mantém os pés no chão. Durante a entrevista coletiva realizada após a vitória por 1 a 0 sobre o Tricolor das Laranjeiras, que garantiu a vaga nas semifinais da Copa do Brasil, Cuca deixou claro que o caminho a ser seguido ainda é longo.

"Estamos numa semifinal de Libertadores, numa de Copa do Brasil, já ganhamos o Mineiro e estamos encabeçando o Brasileiro. Isso não significa nada, apenas que já ganhou o Mineiro. Daqui pra frente tudo pode acontecer. Tenho conversado muito com eles sobre isso; você pode ganhar três títulos, ganhar dois ou não ganhar nenhum. Então, temos que tomar muito cuidado, porque o sucesso e o fracasso, a distância é muito curta. Se tiver dois ou três tropeços, vocês (imprensa) vão criticar", destacou o treinador.

"Estamos medindo forças com equipes iguais a nossa. Só Deus sabe onde vamos chegar nas três competições, mas temos muita humildade e pés no chão", acrescentou.

Próximo jogo

O próximo desafio do Atlético-MG será neste sábado (18), quando encara o Sport-PE pela 21ª rodada. Cabe lembrar que os comandados de Cuca têm um jogo a menos, já que o confronto contra o Grêmio acabou adiado devido às convocações para as Eliminatórias.

Para o duelo contra os pernambucanos, a bola rola a partir das 19h (de Brasília), no Mineirão.

Atlético-MG