PUBLICIDADE
Topo

Santos

Polícia Civil identifica agressores de emboscada contra Diego Tardelli

Diego Tardelli em ação durantre treino do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Diego Tardelli em ação durantre treino do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Gabriela Brino

Do UOL, em Santos

16/09/2021 15h58

O Santos informou, na tarde de hoje (16), que a Polícia Civil já identificou três dos agressores envolvidos na emboscada contra Diego Tardelli. O atacante foi perseguido e teve o carro danificado por um grupo de torcedores revoltados após a eliminação do Santos para o Athletico, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Segundo apuração do UOL Esporte, os suspeitos irão se apresentar amanhã à tarde no 2º DP, em Santos. A Torcida Jovem, uma das organizadas do clube, colaborou para a identificação e informou que os mesmos serão expulsos do quadro de sócios da entidade.

Por meio de seu Instagram, Tardelli lamentou a situação e afirmou ter sido uma verdadeira "cena de terror", que nunca havia passado por essa situação na carreira. Ele ainda ressaltou que torcedores estão no direito de cobrar, mas não de vandalizar.

O executivo de futebol do Santos, André Mazzuco, comentou sobre o ocorrido em entrevista coletiva virtual. Conforme o dirigente, as autoridades já estão trabalhando no caso e os envolvidos não sairão impunes.

"Importante deixar claro que dissociamos totalmente a torcida do Santos desse ato criminoso de bandidos. Não é a torcida do Santos. Não é papel de torcedor em qualquer clube. Papel é comemorar e protestar nos momentos ruins, como esse. Não aceitamos de forma alguma. Colocamos as autoridades para cuidar dessa situação. São criminosos que serão identificados e penalizados", prometeu.

Santos condena vandalismo

Por meio de nota oficial, o Santos condenou os atos de vandalismo que o atacante Diego Tardelli sofreu. O Peixe afirmou que, caso Tardelli defina utilizar meios legais para solucionar o caso, o clube o apoiará na causa judicial

Leia a nota:

Sobre o episódio ocorrido durante a madrugada com o jogador Tardelli e com outros membros do elenco, com ameaças, perseguições, emboscadas e atos de depredação, o Santos FC repudia veementemente a atitude de vândalos travestidos de torcedores e ressalta que dará todo o apoio para que as medidas legais sejam adotadas para o reconhecimento e a punição dos agressores.

O Clube não reconhece essas pessoas como torcedores e sim como bandidos. A torcida tem o direito de protestar sobre os resultados, desde que de forma civilizada.

Santos