PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco precisa pagar dívida a Nenê da 1ª passagem do jogador no clube

Nenê (esq) assina contrato até dezembro de 2022 com o Vasco ao lado do diretor-executivo Alexandre Pássaro - Divulgação / Vasco
Nenê (esq) assina contrato até dezembro de 2022 com o Vasco ao lado do diretor-executivo Alexandre Pássaro Imagem: Divulgação / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Após rescindir com o Fluminense ontem (14), Nenê acertou seu retorno ao Vasco. O jogador de 40 anos assinou até dezembro de 2022 e receberá à parte a dívida milionária que o Cruzmaltino ainda tem referente à primeira passagem do meia por São Januário.

Em sua cobrança original, em maio do ano passado, Nenê cobrava R$ 2,9 milhões. Porém, no mês seguinte, foi homologado na Justiça um acordo que reduziu o valor para cerca de R$ 1,2 milhão a ser pago via Ato Trabalhista. No entanto, o Vasco foi retirado do programa do Governo nesta temporada e o atleta acabou entrando na lista da Comissão de Credores que cobra do clube um total de R$ 93 milhões.

Agora, com o acerto da volta sacramentado, Nenê seguirá com a dívida que tem a receber à parte, sem diluir em seus novos vencimentos com o Vasco — segundo apuração do UOL Esporte junto à diretoria. Em contrapartida, o meia aceitou uma redução em relação aos valores que recebia no Fluminense.

Após finalizar os trâmites burocráticos de sua rescisão com o Tricolor, Nenê fez uma postagem em suas redes sociais agradecendo ao clube das Laranjeiras citando momentos importantes de sua passagem.

Pelo Fluminense, o meia atuou por 118 jogos e marcou 28 gols. Sua última participação foi contra a Chapecoense, em Chapecó, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Já no Vasco, Nenê teve uma passagem marcante entre 2015 e o início de 2018, após dez anos atuando no exterior. Embora não tenha conseguido livrar o clube do rebaixamento em sua primeira temporada —apesar de ser premiado como um dos destaques do Brasileiro da ocasião—, ele foi campeão carioca de 2016 e da Taça Rio de 2017, ganhando prestígio junto ao torcedor. Em São Januário, foram 129 jogos e 42 gols.

Com 40 anos, o experiente jogador pretende atuar ao menos até o fim de 2022 antes de se aposentar.

Futebol