PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

O que mudou em Barcelona e Bayern de Munique desde goleada alemã histórica

Jogadores do Bayern de Munique comemoram um dos gols sobre o Barcelona, em jogo da Liga dos Campeões - M. Donato/Getty Images for FC Bayern)
Jogadores do Bayern de Munique comemoram um dos gols sobre o Barcelona, em jogo da Liga dos Campeões Imagem: M. Donato/Getty Images for FC Bayern)

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

A fase de grupos da Liga dos Campeões 2021/22 começa hoje (14), e o jogo mais aguardado da rodada fica por conta de Barcelona e Bayern de Munique —será a primeira vez desde a goleada bávara histórica por 8 a 2, nas quartas de final da Champions de 2019/20, que as equipes voltam a se encontrar. O confronto válido pelo grupo E acontecerá no estádio Camp Nou, às 16h (de Brasília).

Desde então, algumas mudanças aconteceram em ambas as equipes, a começar no comando técnico. Naquela ocasião, Quique Sétien era o treinador catalão e Hans-Dieter Flick, o comandante do time alemão. Hoje, Ronald Koeman está no Barça, e Julian Nagelsmann assumiu o Bayern.

Na linha defensiva titular do Barcelona naquele jogo, Piqué e Jordi Alba seguem como titulares —Lenglet continua no clube, mas tem sido preterido por Eric García, ex-Manchester City, que chegou para esta temporada. Já o lateral direito Nelson Semedo foi vendido ao Wolverhampton, do futebol inglês. Os goleiros seguem os mesmos.

O Bayern teve como titulares na goleada histórica Alphonso Davies, David Alaba, Jerome Boateng e Joshua Kimmich. Os laterais seguem no elenco, já Alaba e Boateng, que não renovaram contrato, estão no Real Madrid e Lyon, respectivamente.

No meio de campo, o Barça teve uma linha de quatro homens com Sergi Roberto, Sergio Busquets, Frenkie de Jong e Arturo Vidal, Messi e Luis Suárez jogaram isolados no ataque. Desses seis nomes, três deixaram o clube, Messi foi para o PSG, Vidal está na Inter e Suárez no Atlético de Madri. Além disso, Griezmann retornou ao Atleti e Ivan Rakitic, que estava naquele elenco, voltou ao Sevilla.

Os volantes e meia-atacantes que o Bayern utilizou foram Leon Goretzka, Thiago, Perisic, Thomas Muller e Gnabry, com Lewandowski como homem de referência. O meio-campista Thiago não renovou seu contratou e foi para o Liverpool, já Perisic não foi contratado em definitivo e retornou à Inter de Milão. O experiente volante Javi Martínez também não renovou e foi para futebol catari.

Para repor as diversas saídas, o Barcelona contratou os atacantes Sergio Aguero e Memphis Depay, além de Eric García, citado anteriormente. E o Bayern de Munique buscou dois nomes que se destacaram pelo RB Leipzig: o meio-campista Marcel Sabitzer e o zagueiro Dayot Upamecano —a dupla custou mais de 60 milhões de euros, enquanto o time catalão só contratou jogadores livres no mercado.

Com uma política clara de contenção de gastos, o time azul e grená pode sofrer mais uma vez na mão dos bávaros que, por sua vez, continuam soberanos na Alemanha e apontados como favoritos para levantar o troféu da Liga dos Campeões pela sétima vez.