PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter estima redução de R$ 3 milhões na folha salarial com saídas do elenco

RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

11/09/2021 04h00

O Internacional acumula 30 saídas de jogadores, de dezembro até agora, e já conseguiu estimar o impacto disso na folha salarial. Segundo levantamento da diretoria, a grande lista de atletas que deixou o estádio Beira-Rio reduziu em cerca de R$ 3 milhões os gastos mensais. A cifra alivia a situação financeira do clube, que encara crise econômica.

A relação de jogadores que deixaram o Inter tem nomes como D'Alessandro e Thiago Galhardo.

Para a diretoria, o acumulado anual da redução salarial é quase o equivalente ao valor da transferência de Bruno Praxedes, negociado com o Red Bull Bragantino.

Praxedes deixou Porto Alegre em junho por cerca de 6 milhões de euros (R$ 37 milhões na cotação da época). O clube gaúcho ficou com 60% do valor da operação.

O corte na folha salarial do time principal era uma das metas da atual diretoria, que assumiu o clube em janeiro. Para a cúpula, mesmo com a chegada de Taison e Gabriel Mercado, a meta foi alcançada. Com louvor. A redução salarial do futebol profissional é celebrada semanas depois de o Inter confirmar uma nova onda de demissões em massa no clube. Pelo menos 45 profissionais, de todos os setores, foram desligados.

De março de 2020 para cá, cerca de 150 colaboradores já deixaram o quadro funcional colorado.

O Inter ainda avalia as receitas do restante da temporada, para saber se tem condições de investir em reforços na próxima janela de transferências. Mas de cara, o clube entende viver melhor situação econômica com as saídas.

O time de Diego Aguirre volta a campo diante do Sport, na segunda-feira (13). O jogo em Recife é válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Futebol