PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Andressa Alves e Fran montam canal sobre a relação após temer preconceito

Com passagem pela seleção brasileira, Andressa Alves e Fran são casadas há um ano e dois meses - Reprodução
Com passagem pela seleção brasileira, Andressa Alves e Fran são casadas há um ano e dois meses Imagem: Reprodução

Jonas Santana

Do UOL, em São Paulo

11/09/2021 04h00

Durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, o Brasil acompanhou a ascensão do jogador de vôlei Douglas Souza, que não se limitou a fazer sucesso nas quadras e se tornou influencer nas redes sociais. Assim como ele, as jogadoras da seleção brasileira de futebol Andressa Alves e Fran estão se aventurando na internet.

Casadas há um ano e dois meses, elas alimentam um canal no YouTube e conversaram com o UOL Esporte sobre essa nova fase da relação. Andressa é jogadora de futebol da seleção brasileira e atua na Roma há duas temporadas. Já Fran defendeu a amarelinha de 2006 a 2017 e pendurou as chuteiras no ano seguinte, quando jogava pela equipe Avaldsnes, da Noruega.

As duas se conheceram pessoalmente quando duelaram na Copa do Brasil, em 2012. Fran defendia o São José e Andressa, que atuava pelo Foz Cataratas, confessa: "Eu era fã dela".

Elas se aproximaram naquele mesmo ano, quando Alves foi convocada pela primeira vez à seleção principal, para o Torneio Internacional Cidade de São Paulo. "A gente começou a ter um contato maior quando descobrimos que ela morava a dez minutos da minha casa", conta a ex-jogadora.

Os fãs e seguidores, no entanto, ficaram sabendo do relacionamento há pouco mais de um ano, quando elas se casaram. O casal, inclusive, temia sofrer preconceito e perder patrocínios, caso se assumissem.

"Até de fechar algumas parcerias a gente tinha medo: 'Será que eles não vão querer fechar comigo porque eu sou homossexual?'. Acabou que a gente não se assumiu. Fomos nos assumir depois de sete anos", disse Andressa.

Como surgiu o canal

A ideia de criar o canal e se expor nas redes sociais foi da Fran. Na Itália, entediada por ter que ficar muitas vezes sozinha durante a pandemia, enquanto Andressa treinava, entrou para o Tiktok. Com o retorno positivo, decidiu produzir vídeos com sua esposa também para o Instagram e, por fim, migraram para o YouTube.

"A galera começou a gostar porque não conhecia esse meu lado. Porque só me viam como atleta e eu sempre fui muito tímida, embora agora não pareça mais", diz Fran.

Além de contar com convidadas, o conteúdo do 'canal da resenha', como elas gostam de chamar, depende muito do que sugerem os quase 40 mil seguidores da Fran e os mais de 700 mil da Andressa no Instagram. Assim, de não-assumidas, passaram a compartilhar assuntos envolvendo a vida íntima do casal.

"Poucos atletas conseguem mostrar esse lado fora das quatro linhas e a nossa ideia inicial era justamente essa: fazer com que as pessoas nos olhassem com outros olhos", explica a ex-atleta.

Elas até evitam abordar assuntos relacionados ao esporte no qual se tornaram conhecidas. "O povo não quer ver isso, eles querem ver é a resenha que é fora do futebol, quem é a Andressa em casa, quem é a Andressa quando não está jogando", diz a meia-atacante da Roma.

Fora do campo, Andressa e Fran também já têm alguns ídolos em quem se espelham. O casal gosta de acompanhar influencers como o Fred e a Alê, do 'Desimpedidos', a Natima Santiago, do canal 'Natiza', a Bianca Andrade (Boca Rosa) e o Matheus Mazzafera: "A gente acaba pegando as ideias mais ou menos para fazer alguns vídeos também", explica Andressa.

Apesar de ainda não estarem faturando com o conteúdo, Andressa afirma que em nenhum momento tiveram a intenção de lucrar com os vídeos que produzem, mas não descarta a possibilidade: "Era mais para fazer o povo se divertir com nossos vídeos. O pessoal gosta bastante. Se acontecer de ganhar dinheiro está bom também. Se não acontecer, vamos continuar fazendo."

Fran pretende continuar criando conteúdo para internet. Andressa, porém, tem outro plano para quando estiver fora dos gramados. "Claro, vou ajudar ela nessa questão do canal, mas depois que eu parar de jogar tenho muita vontade de ser jornalista esportiva", afirmou.

Jogos Olímpicos

Em um dos últimos vídeos do canal, Andressa analisou a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos e comentou sobre ter sido convocada como suplente pela técnica Pia Sundhage. Houve uma mudança no regulamento no futebol olímpico, que ampliou o número de convocados de 18 para 22, permitindo que fosse convocada definitivamente.

No torneio olímpico de futebol, em Tóquio, a meia-atacante fez o gol de falta que garantiu a vitória contra a Zâmbia na fase de grupos, mas perdeu uma das cobranças de pênaltis que eliminou o Brasil frente ao Canadá.

Diante da situação, Andressa prefere dar importância a críticas de pessoas próximas e admite estar acostumada com a reação de haters na internet. "É uma coisa do futebol que faz você se adaptar, porque um dia você é muito boa, no outro dia você já não serve mais", ressaltou.

Na última semana, a seleção brasileira foi convocada para disputar amistosos contra a Argentina e, novamente, Alves não foi convocada. "Sinceramente, não estava com muita esperança por tudo que aconteceu", afirmou.

Futebol