PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: Nem o Guardiola chegaria no Vasco atualmente e daria jeito

Do UOL, em São Paulo

09/09/2021 12h24

Classificação e Jogos

O técnico Lisca anunciou ontem a sua saída do Vasco, que agora busca o seu terceiro treinador na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro enquanto não consegue fazer uma campanha que o coloque na briga pelas primeiras posições, visando o acesso à divisão de elite do futebol nacional.

No programa UOL News Esporte, Renato Maurício Prado afirma que nem Pep Guardiola, técnico do Manchester City, daria jeito hoje no Vasco e considera que o problema do clube está longe de ser apenas o treinador, questionando se os salários estão em dia e se a estrutura e as condições são adequadas.

"O Vasco mandou embora o Marcelo Cabo, que foi um técnico trazido justamente por causa de seu histórico de sucesso na Série B e o Marcelo Cabo saiu, foi para o Goiás, o Goiás já está lá em cima e o Vasco continua no meio da tabela. O Lisca não foi campeão pelo América-MG, mas também tinha feito um belo trabalho, chega lá e também não dá certo. Então será que o problema é o técnico ou será que o problema é o clube? Será que os salários estão em dia? Será que as condições de trabalho são as ideais? Isso é o que eu me pergunto, eu vejo o Vasco muito perdido", afirma Renato.

"Fala-se em Guto Ferreira, que é outro especialista em Série B, o nosso Gordiola, ou o Fernando Diniz. Gente, o Fernando Diniz é a antítese do que o Vasco precisa neste momento. Imagina, vai chegar lá, vai querer implantar aqueles métodos todos dele novos que levam tempo para ajeitar. Eu sinceramente acho que nem o Guardiola chegaria no Vasco atualmente e daria jeito, acho que o problema do Vasco é muito maior, é muito mais amplo, é um problema de estrutura, de clube, um clube que ainda está completamente perdido, destruído que foi durante anos pelas administrações lamentáveis do bravo e nada saudoso Eurico Miranda", completa.

O jornalista também comenta a quantidade de trocas do clube cruzmaltino, que é o líder no século neste quesito, como apresentou o blog de Rodolfo Rodrigues no UOL, e vê os primeiros colocados da lista como um reflexo da decadência do futebol no Rio de Janeiro, apesar do momento do Flamengo.

"Esse quadro já mostra o motivo um pouco da decadência do futebol carioca, os quatro primeiros clubes que mais trocaram de técnico são os quatro grandes do Rio, então se entende um pouco isso. O Flamengo também não fica muito atrás, está lá em segundo lugar com 46, o Vasco com 47 e o Flamengo com 46. A diferença é que o Flamengo hoje em dia tem um clube mais estruturado", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol