PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Kalil libera novamente jogos com torcedores em estádios de Belo Horizonte

Prefeito de Belo Horizonte libera mais uma vez presença de torcedores em estádios da capital mineira  - Divulgação/Mineirão
Prefeito de Belo Horizonte libera mais uma vez presença de torcedores em estádios da capital mineira Imagem: Divulgação/Mineirão

Do UOL, em Belo Horizonte

09/09/2021 15h49

Classificação e Jogos

A cidade de Belo Horizonte poderá, novamente, ser sede de jogos de futebol com presença de torcida em seus estádios. Essa decisão foi anunciada hoje (9) pelo prefeito Alexandre Kalil, após reunião com representantes de América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro, membros de torcidas organizadas e autoridades militares e de saúde do município. Será a segunda tentativa do Executivo Municipal no que diz respeito à liberação de público em arenas esportivas da cidade, já que a primeira experiência registrada por Galo e Raposa foi um fiasco, com muito desrespeito às regras sanitárias exigidas pelos órgãos de fiscalização de saúde do município.

No dia 18 de agosto, com o jogo Atlético-MG x River Plate (ARG), na partida de volta das quartas de final da Copa Libertadores, e no dia 20 de agosto, no Cruzeiro x Confiança, pela Série B do Campeonato Brasileiro, houve quebra no protocolo sanitário exigido para a a liberação de torcedores em estádios mesmo ainda em alerta de pandemia da covid-19. Por isso, no dia 24 de agosto, a prefeitura de Belo Horizonte vetou a presença de torcida em jogos de futebol. Decisão revista 16 dias depois da última proibição. A PBH havia liberado no fim de julho os eventos com até 30% da capacidade de público em praças esportivas do município, o que será mantido para a nova tentativa.

O encontro

No encontro que garantiu aos clubes uma segunda chance no que diz respeito à presença de público nos estádios estiveram presentes representando as equipes mineiras, Euler Araújo, membro do Conselho de Administração do América-MG, Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG, e Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro. Estavam também no encontro o secretário de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, os médicos infectologistas Carlos Starling, Unaí Tupinambás e Estêvão Urbano; o coronel da Polícia Militar Webster Wadim Passos, do comando de policiamento da capital, membros do Corpo de Bombeiros, e Samuel Lloyd, executivo da Minas Arena, empresa que administra o Mineirão.

Segundo a prefeitura, a presença de membros de torcidas organizadas aconteceu como medida de conscientização, tento em vista que os líderes desses grupos deverão cobrar por parte dos integrantes sobre os procedimentos de segurança sanitária em dias de jogos, seja no Mineirão ou Independência.

Diferentemente da primeira experiência — que deu errado —, agora a prefeitura aposta em mais respeito aos protocolos. Tanto que nas partidas estará liberado o comércio de bebidas alcoólicas, o que não aconteceu nos primeiros testes no Mineirão.

Medidas contra aglomerações também serão tomadas e ações instituídas em grandes eventos do futebol, como a Copa do Mundo, por exemplo, serão copiadas. Gradis ficarão instalados nas adjacências ao estádio para evitar a presença de torcedores sem ingresso nas imediações do palco das partidas. Testes negativos da covid-19 também deverão ser apresentados pelos torcedores.

Jogos

O Atlético-MG poderá, portanto, receber o Palmeiras, no dia 28 de setembro, na partida de volta das semifinais da Copa Libertadores da América, com a presença de torcedores no Mineirão. O Cruzeiro terá duas partidas em Sete Lagoas, na Arena do Jacaré, contra a Ponte Preta [neste sábado, às 11h], e Operário [dia 16/9 às 19]. Depois disso poderá rever sua situação e, quem sabe, retornar à capital mineira.

Futebol