PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Messi faz três, supera recorde de Pelé e Argentina vence Bolívia

Messi comemora gol da Argentina sobre a Bolívia pelas Eliminatórias  - Juan Ignacio RONCORONI / POOL / AFP
Messi comemora gol da Argentina sobre a Bolívia pelas Eliminatórias Imagem: Juan Ignacio RONCORONI / POOL / AFP

Do UOL, em São Paulo

09/09/2021 22h27

Classificação e Jogos

Em noite espetacular de Lionel Messi, a Argentina venceu a Bolívia por 3 a 0 hoje, nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Jogando sob a presença de sua torcida, no Monumental de Núñez, o camisa 10 anotou os três gols e bateu o recorde de Pelé na artilharia por seleções sul-americanas em jogos oficiais. Agora, são 79 tentos anotados.

Ao balançar as redes aos 13 minutos do primeiro tempo e aos 18 e 42 do segundo, Messi sorriu à toa no decorrer da partida. Ele chegou aos 79 gols com a camisa da Argentina, deixando para trás o grande ídolo brasileiro Pelé, que tem 77 gols marcados em jogos oficiais pela seleção brasileira.

Com o resultado, a Argentina se isola ainda mais na segunda colocação das Eliminatórias com 18 pontos, atrás apenas do Brasil, líder com 21 pontos. Os comandados de Tite podem ampliar ainda mais a diferença caso vençam o Peru hoje (9). Já a Bolívia é a penúltima colocada, com apenas seis pontos.

Os comandados de Scaloni voltam aos gramados nesta competição somente no dia 7 de outubro, quando visitará o Paraguai. Já os comandados de César Farías visitará o Equador no mesmo dia.

O jogo

Primeiro tempo

A partida começou com muito controle por parte da Argentina. Aos 13 minutos de jogo, Lionel Messi abriu o placar com um golaço. Depois disso, a Bolívia começou a sair mais para o jogo. Aos 20, Marcelo Moreno chegou com perigo para tentar colocar a Bolívia de volta no jogo.

Mesmo com a tentativa, os argentinos continuaram tomando conta do setor ofensivo. Com 26, Lautaro Martínez chegou a balançar as redes, mas o lance foi anulado, o atacante estava em posição irregular.

Com o resultado garantido nestes 45 minutos iniciais, a Argentina trabalhou para seguir com o resultado. Na reta final, o tempo chegou a fechar por conta de uma entrada de Villarroel em De Paul. O lance foi analisado pelo VAR e o volante tomou apenas o cartão amarelo. Messi ainda teve mais uma chance de ampliar o placar, mas não conseguiu.

Segundo tempo

Na segunda etapa, a Argentina continuou comandando a intensidade da partida. Nos 10 primeiros minutos, os comandados de Scaloni tiveram a oportunidade de estender a diferença para os visitantes, mas não conseguiram.

Aos 18 minutos, Messi voltou a balançar as redes. Após uma troca de passe com Lautaro Martínez, o camisa 10 ficou cara a cara com o arqueiro boliviano e ampliou o placar.

Dos 20 minutos em diante, a Argentina administrou o placar e trabalho com o resultado ao seu favor. Algumas mudanças foram feitas e sob gritos de "olé" de sua torcida presente do Monumental de Núñez. Para selar a vitória, Messi marcou o terceiro aos 42 minutos e os argentinos colocaram mais três pontos na conta e seguiram na segunda colocação das Eliminatórias Sul-Americanas.

Com moral

Além de estar com a moral elevada após o título da Copa América contra o Brasil, a Argentina vem de um bom momento e chegou ao marco de 22 jogos sem perder. Ao todo, são 14 vitórias e 8 empates.

O último revés foi na semifinal da Copa América de 2019 diante da seleção brasileira, no dia 2 de julho.