PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Willian exalta esforço do Corinthians e projeta tempo para entrar em campo

Diego Iwata Lima

De São Paulo

06/09/2021 14h30

Willian, 33, deixou bem claro, em sua primeira entrevista coletiva de volta ao Corinthians, que os sentimentos pesaram muito na sua decisão e mudança de planos, já que seu objetivo inicial era permanecer na Europa. Na motivação para retornar ao Brasil, entraram tanto a tristeza com a passagem frustrada pelo Arsenal (ENG), clube em que não se adaptou, quanto o carinho recebido da diretoria e dos jogadores do Corinthians.

"Foi a melhor decisão que eu pude tomar. Realmente, não estava me sentindo feliz no lugar em que estava. E agora, aqui no Corinthians, eu me sinto feliz", disse o jogador, que se vê muito bem fisicamente e afirmou que, no Brasil, o Corinthians era seu único caminho possível: "Não tive oferta e proposta de nenhum clube brasileiro. E sempre deixei claro que só voltaria ao Corinthians no Brasil", disse.

"Realmente, eu sempre disse que não tinha o desejo de voltar ainda, que era meu desejo permanecer na Europa. Mas os planos mudam, e durante todo esse período desses últimos meses, o Corinthians foi um time que fez um grande esforço. E isso me deixou muito feliz, além das mensagens de carinho e apoio", disse.

O reencontro do jogador com a Fiel, no entanto —ainda que por meio de telas e não in loco— vai levar mais um tempo. O jogador já adiantou que não terá condições físicas ideais para o jogo desta terça-feira (7), contra o Juventude.

"Eu vinha treinando separado no Arsenal. Preciso de mais uns dias para chegar em uma melhor forma física e espero estar bem para o próximo final de semana", afirmou. No próximo domingo, o Alvinegro visita o Atlético-GO no Centro-Oeste. "Ritmo você consegue durante os jogos, entrando e atuando desde o início. Espero que possa ganhar a melhor forma o mais rápido possível", disse.

Dinheiro não pesou tanto na decisão

Evidentemente a diferença de poderio financeiro entre os clubes europeus e os brasileiros é enorme. Por isso, mesmo com um bom salário para os padrões locais, o jogador vai ganhar muito menos do que poderia receber na Europa. Isso não preocupa o jogador, no entanto.

"Olha, eu sinceramente acho que chega uma hora em que o financeiro não é o mais importante. As conversas que tive com a diretoria e o presidente, a vontade de me ver de novo no Corinthians, jogadores mandando mensagem. Isso me deixou contente. É gratificante uma equipe de onde saí. O que não deu liga no Arsenal, tenho aqui", disse.

"Infelizmente não deu certo o projeto que a gente, que eu pensava que poderia dar no Arsenal, não deu liga. A gente não conseguiu fazer o que a gente queria, tanto o clube quanto eu. E, por isso, tomei essa decisão", explicou.

Seleção ainda é um objetivo

Se dinheiro não foi tão preponderante para a volta, além do carinho, a seleção brasileira teve peso no processo.

"Eu sempre tive o objetivo de jogar na seleção. Sei que tive um ano difícil na temporada passada, mas nunca deixei de pensar e sonhar. Creio que estando bem aqui no Corinthians, crescem as chances de eu poder voltar. Mas meu primeiro objetivo é o Corinthians estar bem, jogando bem e consequentemente pensar em seleção", afirmou.

Willian falou sobre o futebol brasileiro, sua preferência em campo e David Luiz

Willian vê com bons olhos o retorno ao Brasil de vários atletas que estavam atuando no Exterior. Exaltou o Brasileirão e seus muitos postulantes ao título e disse que não conversou com Sylvinho sobre como prefere jogar.

"Eu tive uma conversa com ele (Sylvinho) mas não chegamos a falar sobre isso. Até porque ele me conhece, meu estilo de jogo. Mas não tenho nenhum problema ali na frente, esquerda, direita ou por dentro. Estou à disposição dele na forma que ele quiser me utilizar. Eu vim ao Corinthians para dar o meu melhor", disse.

"Eu tenho sonhos sim de conquistar títulos, de dar alegria ao torcedor corintiano", disse. "Eu voltando agora da Europa, tenho de me adaptar ainda, o futebol brasileiro é diferente. Mas o sonho e os objetivos são esses, de continuar uma história interrompida muitos anos atrás, pensar passo a passo, jogo a jogo. Demora um tempo para ter o entrosamento, mas isso vai se alinhar", disse.

Willian também falou sobre seu ex-companheiro de clube e seleção David Luiz e de uma possível chegada ao Corinthians. "Não tenho falado com ele desde que acertei com o Corinthians. Deixo isso para a diretoria", disse, entre risos.

Futebol