PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Próximo adversário do Cruzeiro, Goiás tem 70% de aproveitamento em casa

Em seis jogos pelo Cruzeiro, Luxemburgo segue invicto e tem três vitórias e outros três empates - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Em seis jogos pelo Cruzeiro, Luxemburgo segue invicto e tem três vitórias e outros três empates Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

04/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Oitavo melhor visitante da Série B do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos conquistados em 33 disputados, o Cruzeiro volta a campo na próxima terça-feira (7) e encara um time que, dentro de seus domínios, não tem facilitado em nada a vida dos adversários. A partir das 21h30 (de Brasília), a Raposa enfrenta o Goiás, terceiro colocado com 38 pontos conquistados.

Em casa, o time Esmeraldino tem a terceira melhor campanha entre os 20 participantes da divisão de acesso. Em dez jogos, foram seis vitórias, três empates e apenas uma derrota. Em 30 pontos possíveis, o alviverde conquistou 21, ficando atrás apenas de Vasco (22) e Botafogo (25). O aproveitamento é de 70%.

Com 25 pontos, a Raposa inicia a 22ª rodada na 14ª colocação e com apenas 39,7% de aproveitamento na competição nacional.

Respeito aos celestes

Apesar da dificuldade apresentado pelo Cruzeiro para chegar ao G-4 da Série B, algo que não conseguiu desde que foi rebaixado, em 2019, o discurso no Goiás é de respeito máximo ao adversário da próxima terça.

Durante a semana, o volante Fellipe Bastos destacou a grandeza da Raposa e disse que, apesar de viverem momentos distintos da competição, será difícil arrancar três pontos no duelo marcado para a Serrinha.

"A gente sabe que o Cruzeiro vive um momento dentro da Série B que não é o que o Cruzeiro esperava quando começou o campeonato, esperava estar brigando lá em cima, no G4, até pela grandeza do Cruzeiro", destacou o jogador de 31 anos, que chegou ao Esmeraldino no fim de julho.

"O Cruzeiro tem um treinador que é muito experiente, é vivido no mundo da bola, sabe algumas coisas do Goiás, vai trabalhar isso nesta semana. A gente não pode cair nesta esparrela de que vai chegar no Serrinha e vai atropelar o Cruzeiro. Não é nada disso, a gente sabe que tem grandes jogadores do outro lado, a gente tem que respeitar, mas fazer valer o nosso mando de campo", finalizou.

Cruzeiro