PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Enderson enaltece postura do time do Botafogo: 'Vitória da competitividade'

Enderson Moreira, técnico do Botafogo, durante duelo com o Remo, pela Série B do Campeonato Brasileiro - Fernando Torres/AGIF
Enderson Moreira, técnico do Botafogo, durante duelo com o Remo, pela Série B do Campeonato Brasileiro Imagem: Fernando Torres/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

04/09/2021 22h37

O técnico Enderson Moreira fez elogios à determinação dos jogadores do Botafogo após o triunfo sobre o Remo, na noite de hoje (4), fora de casa, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador admitiu que a atuação esteve abaixo do esperado na questão técnica, mas salientou que foi uma "vitória da competitividade".

Com os três pontos, o Alvinegro foi a 38 pontos e chegou à terceira colocação, ultrapassando o Goiás, que ainda entra em campo nesta rodada na terça-feira, contra o Cruzeiro.

"Acho que não tivemos um desempenho técnico, talvez no que possamos fazer, mas isso acontece. Às vezes, as coisas não vão acontecendo, vamos tendo dificuldades. Quando o jogo não flui com tanta naturalidade, que possamos ganhar de outra forma,. Hoje foi uma vitória da competitividade, da disposição. O time se entregou, mesmo com todas as dificuldades. Sempre que jogamos, temos um copo meio cheio e meio vazio. Eu prefiro ver a metade cheia, com disposição, garra, determinação... Isso também ganha jogo", disse.

"O mais importante, sem dúvida nenhuma, foi o resultado. Sabíamos das dificuldades. No intervalo, dissemos que íamos superar o que tivéssemos pela frente para que a gente conquistasse esse resultado. Estou muito feliz com a vontade e determinação dos atletas. Todo mundo querendo ajudar", completou.

Enderson também foi questionado sobre a negociação com o lateral Rafael, e fez elogios ao jogador, mas apontou que não gosta de comentar possibilidades e pediu cautela. Cria do Fluminense, Rafael, que é irmão gêmeo do também lateral Fábio, tem passagens por clubes como Manchester United, da Inglaterra, e Lyon, da Franca.

"Trata-se de um grande jogador, um grande atleta, uma referência no futebol mundial, com uma trajetória que precisamos respeitar. É claro que conversamos sobre a possibilidade, mas não gosto de falar sobre coisas que não se confirmaram. Não é tão fácil assim. Trata-se de um atleta com mercado, com um valor de mercado significativo, e precisamos ter cautela e tranquilidade. Temos de enaltecer quem está aqui. Temos de valorizar os atletas que estão aqui. Até pouco tempo atrás, talvez, nem pudéssemos pensar neste G4. Agora, nossa dificuldade será ainda maior. Se foi difícil chegar, será mais ainda se manter", salientou.

Botafogo