PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Argentina domina e vence Venezuela por 3 a 1 nas Eliminatórias

Lautaro comemora gol da Argentina sobre a Venezuela nas Eliminatórias  -  REUTERS/Edilzon Gamez
Lautaro comemora gol da Argentina sobre a Venezuela nas Eliminatórias Imagem: REUTERS/Edilzon Gamez

Do UOL, em São Paulo

02/09/2021 23h02

Classificação e Jogos

Atual campeã da Copa América, a Argentina voltou aos gramados contra a Venezuela hoje (2), no Estádio Olímpico de la UCV, em Caracas. Jogando fora de casa pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022, os comandados de Lionel Scaloni venceram por 3 a 1 com gols de Lautaro Martínez, Joaquín Correa e Ángel Correa. Soteldo, ex-Santos, foi quem diminuiu para os mandantes.

Com um jogador a mais após uma forte entrada de Adrián Martínez em Lionel Messi, os argentinos abriram o placar na reta final do primeiro tempo. Na segunda etapa, com o controle do jogo, os visitantes ampliaram o placar e conseguiram mais três pontos para o decorrer da disputa.

Com o resultado, a Argentina chega aos 15 pontos segue em segundo lugar, atrás apenas do Brasil. Já a Venezuela amarga a lanterna com apenas quatro pontos, com uma vitória e um empate em sete jogos disputados.

A atual campeã da Copa América volta aos gramados no domingo (5) para reeditar a final da Copa América. Lionel Messi e companhia enfrentarão os comandados de Tite, na NeoQuímica Arena, em São Paulo. Já a Venezuela visitará o Peru no mesmo dia.

Começo forte da Argentina

A Argentina começou o primeiro tempo com muita intensidade. Por mais que o jogo transparecesse certo equilíbrio, os comandados de Scaloni tiveram mais chegadas perigosas. Aos 12 minutos, De Paul acertou o travessão após uma jogada de Messi. Depois disso, Di Maria e Lautaro Martínez tiveram oportunidades de estrear o placar fora de casa. Mas, as chegadas foram neutralizadas pelo goleiro Fariñez.

Entrada forte em Messi

Aos 28 minutos, Adrián Martínez, que estava há quatro minutos em campo, foi expulso após uma forte entrada em Lionel Messi. O lance passou por revisão do VAR, e o árbitro Leodán González trocou o cartão amarelo pelo vermelho.

Messi sofre entrada forte na partida contra a Venezuela  - Transmissão - Transmissão
Messi sofre entrada forte na partida contra a Venezuela
Imagem: Transmissão

Favoritismo comprovado

Com um jogador a mais, a Argentina reforçou seu favoritismo em campo. Após uma tentativa de Di Maria, aos 42 minutos, os visitantes foram para o segundo tempo com a vantagem no placar. Com 46 minutos, Lautaro Martínez fez o primeiro gol do jogo. Após um bom passe de Lo Celso, o atacante saiu nas costas da marcação e bateu cruzado.

Problema com o VAR

A Conmebol publicou um comunicado durante a partida entre Venezuela e Argentina válida pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Durante o confronto no Estádio Olímpico de la UCV, em Caracas, dificuldades de sinal fizeram com que a comunicação para uma eventual revisão do VAR fosse feita pelo quarto árbitro.

Placar ampliado

O segundo tempo começou agitado. Ambas as equipes chegaram com oportunidades de mudar o cenário da partida. Mas, após uma boa chegada de Soteldo, que quase deixou tudo igual no placar, a Argentina despertou. Joaquín Correa respondeu no lance seguinte e acertou um chute sem chances para Fariñez.

Não deu nem tempo para comemorar. Três minutos depois, Ángel Correa marcou mais um pelos visitantes, deixando a Argentina com a vantagem no placar e demonstrando um equilibro decisivo em seu setor ofensivo, mesmo com algumas mudanças feitas pelo comandante.

Soteldo com categoria

O VAR chamou o árbitro do jogo para a revisão de um lance envolvendo um ídolo santista, Soteldo, e Papu Gómez. Nos minutos finais da segunda etapa, os donos da casa tiveram a chance de diminuir o placar com a penalidade marcada. Foi o baixinho camisa 10 foi quem cobrou após sofrer a falta dentro da área — e com muito estilo, de 'cavadinha', para fazer o gol de honra venezuelano.

Com moral!

Além de estar com a moral elevada após o título da Copa América contra o Brasil, a Argentina vem de um bom momento e chegou ao marco de 21 jogos sem perder. Ao todo, são 13 vitórias e 8 empates.

O último revés foi na semifinal da Copa América de 2019 diante da seleção brasileira, no dia 2 de julho.