PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Sánchez classifica Vasco como "maior do Brasil" e revela conversa com Erazo

Diretor executivo de Futebol do Vasco, Alexandre Passaro apresenta atacante equatoriano Jhon Sánchez - Reprodução VascoTV
Diretor executivo de Futebol do Vasco, Alexandre Passaro apresenta atacante equatoriano Jhon Sánchez Imagem: Reprodução VascoTV

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

02/09/2021 18h03

O atacante equatoriano Jhon Sánchez foi apresentado, no fim da tarde de hoje (2), como novo reforço do Vasco. Em coletiva realizada no CT Moacyr Barbosa, o reforço cruz-maltino afirmou ser um sonho defender "o maior clube do Brasil" e revelou que teve uma conversa com o zagueiro Erazo, que passou por São Januário em 2018.

Sánchez, que escolheu a camisa 25, também lembrou outros equatorianos que passaram pela Colina, como Quiñonez e Tenório, e, ao falar sobre a grandeza do Vasco, citou a luta contra o racismo.

"Tudo aconteceu muito rápido. Estou muito feliz por estar no maior do Brasil. Estou muito feliz e contente, vou dar o melhor de mim para [o clube] voltar à primeira divisão", disse.

"Há um pouco de pressão pelos outros equatorianos que passaram aqui, como Quiñonez e Tenório. Quero fazer as coisas da melhor maneira nesse grande clube. Sempre foi um sonho estar em um grande do Brasil, ainda mais no Vasco, que foi um dos primeiros clubes a falar de racismo", completou.

O atacante revelou ainda que recebeu conselhos de Erazo, principalmente, para que possa apresentar novamente o futebol da temporada 2019, quando esteve no Independiente Del Valle e participou da conquista da Copa Sul-Americana. O zagueiro é um velho conhecido da torcida brasileira. Além de defender o Cruz-Maltino em 2018, também teve passagens por Flamengo, Grêmio e Atlético-MG.

"Conversei com o Erazo, que é da mesma cidade dos meus pais. Ele me aconselhou muito, disse para eu dar o meu melhor, ser confiante para voltar ao nível de 2019. E que, com esse nível ou um pouquinho mais, eu poderia alcançar o objetivo de chegar à primeira divisão com o Vasco", apontou.

Questionado sobre qual Sánchez chega ao Cruz-Maltino, se o destaque de 2019 ou o jogador de 2020, quando passou a ser apenas opção, ele afirmou que chega um jogador "com mais confiança":

"Chega um Sánchez muito melhor que o de 2019, com mais confiança. Quero me colocar em forma o mais rapidamente possível para poder demonstrar o que esperam de mim".

Logo que o clube anunciou o acerto com o atacante, muitos torcedores lembraram do gol sobre o rival Flamengo, na goleada do Independiente del Valle pela Libertadores do ano passado. O equatoriano apontou conhecer um pouco do estilo do futebol brasileiro e avaliou o gol em cima do Rubro-Negro como uma "experiência muito bonita".

"A característica [do futebol brasileiro] é de tocar muito a bola, de velocidade e um pouco de força. O gol contra o Flamengo foi algo emocionante porque eles nos ganharam a Recopa. Foi uma revanche para mim porque, aqui no Maracanã, não pude fazer muito. Depois, entrei nos últimos 30 minutos da partida em Quito e, na primeira jogada, pude fazer o gol. Foi uma revanche para mim, uma experiência muito bonita", garantiu.

Vasco