PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por falta de jogadores, goleiro entra em jogo como atacante no Equador

Goleiro do El Nacional entra em jogo como atacante - Reprodução/Twitter
Goleiro do El Nacional entra em jogo como atacante Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/09/2021 12h38

Nesta semana aconteceu algo inusitado no futebol equatoriano. Na terça-feira, 31, El Nacional e Porto Viejo se enfrentaram na primeira divisão do Equador e, por conta da falta de jogadores no elenco, o goleiro do Los Criollos entrou como atacante na partida.

O El Nacional está passando por problemas financeiros e não conseguiu contratar atletas o suficiente para compor todo o elenco. Isso aconteceu porque a equipe de Quito atravessa uma situação econômica difícil e está proibida de registrar jogadores até que seja resolvida.

A LigaPro, desde as suas origens, aplicou um controle rigoroso a esta questão e procura garantir que não acumulem dívidas até o clube encontrar o equilíbrio financeiro necessário.

Nesta partida, havia apenas três jogadores no banco de reservas do El Nacional e um deles era o goleiro. Por isso, na hora de fazer uma substituição, ele precisou entrar como atacante.

Segundo informações do jornal Olé, no início do ano, os Los Criollos tiveram que pagar uma dívida de cerca de 300 mil dólares (R$ 1,5 milhão, na cotação de hoje) para participarem do torneio. Na ocasião, a Associação Não Amadora de Futebol de Pichincha notificou o clube que o mesmo seria suspenso em função de perder o prazo das dívidas contraídas.

Isto se soma ao fato de que no ano passado eles foram proibidos de contratar novos jogadores em um comunicado publicado pela LigaPro: "proibição de registro durante uma temporada (2021) de jogadores de qualquer clube que não seja o Club Deportivo El Nacional e jogadores livres de compromisso".

Mesmo com toda essa situação, a partida terminou empatada em 1 a 1.

Futebol