PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter ataca principal carência e já trabalha de olho no elenco de 2022

Kaique Rocha foi anunciado como reforço do Internacional - Ricardo Duarte/Inter
Kaique Rocha foi anunciado como reforço do Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

02/09/2021 04h00

A janela de transferências mostrou que o Internacional está agindo dentro dos parâmetros estabelecidos pelo clube. Mede esforços de acordo com sua capacidade financeira e procura jogadores jovens que possam se desenvolver no Beira-Rio. Mas além disso, mira atacar a principal carência do elenco de Diego Aguirre e já trabalha de olho em 2022.

A prioridade no mercado da bola foi a chegada de um atacante de velocidade. A carência de uma arma mais incisiva pelos lados do campo fez o treinador uruguaio modificar o posicionamento de Edenilson e ainda encontrar dificuldades para ampliar o poder de fogo da equipe.

Mas o primeiro movimento para agregar peças ao time já foi neste sentido, com a chegada de Gustavo Maia, emprestado pelo Barcelona até o fim de 2022.

Além disso, o Colorado também atuou na janela de transferências antevendo as necessidades da temporada que vem.

Neste sentido, a chegada de Kaique Rocha ocupará espaço aberto com a saída de Lucas Ribeiro, cujo contrato de empréstimo vence em 31 de dezembro e não será renovado. Outro jogador que pode deixar o clube ao fim do ano é Zé Gabriel, que já foi alvo de sondagens de equipes dos Estados Unidos.

Kaique assinou vínculo de empréstimo por dois anos. Seus direitos seguem ligados à Sampdoria, da Itália.

O Colorado ainda tentou a chegada de um volante. Tal movimento mira lacuna que deve ser aberta com o fim do vínculo de Rodrigo Lindoso. Não há consenso nos gabinetes do Beira-Rio sobre a ampliação do vínculo do marcador de 32 anos, que vence ao fim do ano.

Enquanto isso, outra posição que começa a demandar debate é o gol. O contrato de Marcelo Lomba chega ao fim em 31 de dezembro e o Colorado avalia se tentará a permanência. Segundo apurou o UOL Esporte, há o entendimento de que é necessário ter um goleiro experiente à disposição de Diego Aguirre, ao menos para momentos de necessidade.

Por outro lado, o titular incontestável é Daniel e o plano é aproveitar Keiller, que está cedido à Chapecoense, como membro do grupo. Recentemente, o Inter rescindiu com Carlos Miguel e chamou de volta Émerson Júnior, que estava emprestado ao Figueirense.

Internacional