PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Gerson diz que recusa à seleção 'é passado' e quer retribuir chance de Tite

Gerson dá coletiva na seleção brasileira - Reprodução
Gerson dá coletiva na seleção brasileira Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

31/08/2021 17h16

Os caminhos de Gerson e seleção brasileira — desde as categorias de base — poderiam ter se cruzado antes e de forma mais constante. O meia já recusou convocações anteriores, mas vibra com a chance enfim recebida de Tite na principal para três jogos das Eliminatórias da Copa.

O meio-campista do Olympique de Marselha, que deu uma guinada na carreira ao voltar ao Brasil para defender o Flamengo, quer deixar as negativas às convocações no passado e considera que a relação está reestabelecida com a amarelinha.

"Isso é passado. Já conversei. Foi até o Juninho que me ligou para me falar que eu seria convocado. Está tudo em ordem aqui. Espero retribuir a chance que eles estão me dando", afirmou o jogador, que deu mais detalhes sobre a sinalização de que estaria na lista para os jogos contra Chile, Argentina e Peru:

"Recebi primeiro a mensagem do Juninho. Respondi. Ele me ligou em seguida. Foi quando soube que tinha a possibilidade de eu ser convocado. É uma alegria imensa. Não tem como descrever. Só estando aqui para saber como é".

Gerson ainda é recém-chegado ao futebol francês. No Olympique de Marselha de Jorge Sampaoli, tem jogado em um posicionamento mais adiantado na comparação com os tempos de Flamengo. Ainda precisando melhorar na comunicação com os companheiros, estar no ambiente da seleção é como se fosse uma volta momentânea para casa.

"Ser convocado para a seleção é sempre uma sensação ótima. Mas acho que para a seleção principal é única. Temos diversos jogadores brasileiros muito qualificados, jogadores com potencial. Então, quando a gente chega no quarto com o seu nome, com as roupas da seleção, você se sente muito honrado. É sempre estar fazendo bem no meu clube para ter mais oportunidades como essa", disse Gerson, que entrou na lista adicional de Tite após a não liberação de nove jogadores que atuam na Inglaterra.

O cenário ampliou o leque de Tite. Com a titularidade de Casemiro, há uma disputa para quem ocupará a vaga recentemente preenchida por Fred. Bruno Guimarães tem mais lastro na seleção principal e vem com moral do ouro olímpico. Mas Gerson, além de conhecer bem Gabigol e Everton Ribeiro, vem sendo observado pela comissão técnica há tempos. Logo, deve ganhar minutos.

A seleção brasileira enfrenta o Chile na quinta-feira (2), em Santiago. Domingo (5), em São Paulo, o adversário é a Argentina. A data Fifa termina no dia 9, contra o Peru, em Recife.

Seleção Brasileira