PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Lisca prioriza defesa e avisa que Vasco deve ter 2 ou 3 reforços em breve

Lisca, técnico do Vasco -  Joao Vitor Rezende Borba/AGIF
Lisca, técnico do Vasco Imagem: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/08/2021 19h34

Classificação e Jogos

Mesmo com a vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta neste domingo (29), o técnico Lisca segue querendo reforçar o Vasco. Na coletiva após o jogo da 21ª rodada da Série B do Brasileiro, em São Januário, o comandante falou sobre as peças que ainda precisa no elenco.

"Todos os times estão se qualificando e é isso que o Vasco vai fazer. Precisamos de um pouco mais de maturidade. Principalmente no setor defensivo. Mas sem terra arrasada, sem desvalorizar nossos jogadores. Quando mais opções, melhor para todo o clube, melhor para os jogadores. São dois ou três que devem chegar em breve. Os jogadores sabem que o Vasco tem uma diretoria séria, que busca regularizar o clube. Falo isso para os jogadores. Somos responsáveis por um Vasco melhor amanhã. Que ele volte a ser esse gigante do futebol brasileiro", avaliou.

Na busca por contratações, a atuação de Alexandre Pássaro, diretor executivo de futebol, foi elogiada por Lisca. Além disso o treinador fez um balanço da participação vascaína até o momento.

"Entramos no G4 contra o Londrina, mas rapidamente a coisa virou em dois erros nossos. De dentro do G4 fomos lá para baixo. Essas lições ficam, não podemos relaxar em nenhum momento, sem errar em certas zonas. Tem muitas equipes com desempenho forte em casa e não tão bem fora chegando próximo do G4. Estamos fazendo alguns movimentos fora do campo, a diretoria é incansável na busca de qualificar ainda mais o plantel. É o processo normal do futebol, estamos muito atentos a isso. Vamos melhorar, o Pássaro está buscando as soluções. Todos os times estão fazendo, é o momento de reavaliação do trabalho, um processo natural, ainda mais de um time que não atingiu seu objetivo na competição. Temos jogadores voltando e vamos ficar ainda mais fortes", completou.

Por outro lado, o comandante prega foco total no Brasil de Pelotas, adversário desta sexta-feira (3), às 19h. Atualmente, o Gigante da Colina está na 10ª colocação, com 31 pontos. Mesmo tendo uma série de três derrotas (contra Remo, Londrina e Operário), que foi interrompida hoje, a equipe e pode encostar no G4 caso triunfe na 22ª rodada.

"Estou pensando jogo a jogo. Não posso priorizar. Precisamos, praticamente, de 10 vitórias. É um estado de emergência, com foco total no Brasil. Está na lanterna, porém é um time chato, com boa bola aérea e um jogo competitivo. Vamos ter terça e quarta para definir a estratégia e olhar o Brasil com mais detalhes. Não vamos ficar lamentando, mas não podemos repetir os erros. Tivemos uma sequência bem negativa e temos trabalhado isso. Não se pode errar no futebol em algumas áreas. Todos os jogadores foram muito bem, talvez o Jabá um pouco abaixo da sua média, que é bem alta. Pensar somente no Brasil que será um jogo dificílimo", avaliou.

Vasco