PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Briga com Portugal e estilo de jogo: por que Matheus Nunes está na seleção

Matheus Nunes em jogo do Sporting em abril de 2021; ele foi campeão nacional pelo clube português - Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images
Matheus Nunes em jogo do Sporting em abril de 2021; ele foi campeão nacional pelo clube português Imagem: Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

28/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

Maior surpresa entre os convocados de ontem (27) da seleção brasileira para os três jogos de setembro válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, o meio-campista Matheus Nunes foi alvo de uma disputa nos bastidores. Nascido no Brasil e criado desde os 14 anos em Portugal, ele joga no Sporting e vinha sendo cobiçado nos últimos meses por dirigentes do país europeu para se naturalizar até receber contatos da CBF.

Sua convocação ao lado de outros oito jogadores depois da polêmica com os times da Inglaterra passa pela estratégia de não perdê-lo para a seleção de Portugal, mas vai além: o jovem de 23 anos tem o desempenho analisado pelos profissionais do Brasil desde a temporada passada, quando foi campeão nacional, e o chamado obedece a critérios técnicos.

Segundo apurou o UOL Esporte, Matheus Nunes chamou atenção de Tite e seus auxiliares pela variedade de opções de jogo que oferece. Ele já atuou no meio-campo do Sporting tanto pela direita, quanto pela esquerda — é normalmente escalado como uma espécie de segundo homem, função que tem Fred como titular na seleção e em que a boa capacidade de saída para o ataque é fundamento supremo.

É mais ou menos o mesmo estilo de jogo de Bruno Guimarães, volante do Lyon que também foi convocado para os jogos de setembro. A diferença é que Matheus Nunes tem uma característica menos refinada e mais física que o concorrente, com transições defensivas e ofensivas com maior intensidade. Tite provavelmente escolherá entre eles para jogar ao lado de Casemiro nos jogos contra Chile, Argentina e Peru.

Matheus - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Brasileiro foi campeão português em maio
Imagem: Reprodução/Instagram

O novo convocado de Tite está no Sporting desde janeiro de 2019. Passou pelo time sub-23 e estreou entre os profissionais no ano passado. A temporada de afirmação foi 2020/2021, quando jogou 39 partidas com três gols e três assistências que ajudaram a equipe a ser campeã nacional depois de um jejum de 19 anos. Ele não foi titular absoluto, mas era um reserva confiável que entregou atuações importantes e gols decisivos, como a da vitória por 1 a 0 aos 47 minutos do segundo tempo sobre o Benfica - que terminou em terceiro lugar.

"São Matheus", como passou a ser chamado por torcedores a partir de então, começou a atual temporada como titular do Sporting repetindo boas atuações, o que gerou elogios do técnico da seleção portuguesa, Fernando Santos: "Já o observamos no ano passado e está apto a ser convocado. Nunca pedirei para naturalizar um jogador para vir à seleção, mas também nunca discriminarei alguém que, por opção própria, tenha ficado apto para representar Portugal."

Foi aí que a CBF decidiu agir e dar sequência a um processo de observações e posteriores convocações que evitam a perda de jogadores com dupla cidadania para outras seleções, como foi recentemente com Andreas Pereira.

Me sinto tanto brasileiro, como português. Metade, metade. Apesar de as minhas raízes todas serem do Brasil, cheguei aqui já com uma idade boa, não era tão criança. Gosto muito dos dois países, mas, sendo honesto, prefiro viver aqui em Portugal mesmo."
Matheus Nunes, em entrevista ao UOL em maio

Seleção  - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Seleção se apresenta neste fim de semana e na segunda-feira (30) já treina em São Paulo
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Matheus Nunes ainda carrega uma história de vida curiosa que o UOL contou em fevereiro: no início da carreira, ele dividia atenções entre o futebol e o trabalho como padeiro na padaria de sua mãe e seu padrasto em Portugal. Só largou o outro emprego perto da profissionalização no futebol. Hoje longe dos fornos, não deve ter vida longa no país. A imprensa internacional o aponta como alvo do Everton-ING.

Com esta novidade entre as opções de Tite, o Brasil enfrenta o Chile na quinta-feira (2), às 22h, no Estádio Monumental de Santiago. Depois tem pela frente a Argentina no dia 5 e o Peru no dia 9, ambas as partidas como mandante.

Seleção Brasileira